RCB/TuneIn
Sexta, 20 Jul 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL√ćTICA
CARLOS MARTINS NA CORRIDA
Rádio Cova da Beira
O actual presidente da concelhia do PS da Covilhã vai, afinal, recandidatar-se ao cargo que ocupa desde 2014. O acto eleitoral vai decorrer no final deste mês.
Por Nuno Miguel em 13 de Jan de 2018
Recorde-se que no passado mês de Outubro o actual líder da comissão política anunciou a intenção de se recandidatar, mas em Dezembro disse não estarem reunidas as condições pessoais e políticas para isso, tendo anunciado que lançou um desafio a um militante com responsabilidade para avançar com uma candidatura. Desafio esse que ficou sem resposta “transmiti a uma pessoa com responsabilidades no Partido Socialista que eu não tinha condições pessoais nem políticas para ser candidato e que estaria disponível para fazer parte da lista como número dois mas nunca recebi nenhuma comunicação por parte dessa pessoa. Telefonei, enviei mensagens mas nunca tive qualquer resposta. Entretanto foram vários os camaradas e também pessoas da sociedade civil que se reveem no PS e que têm alguma simpatia por mim que entenderam que eu não podia ficar parado nestas eleições. 
Face às solicitações recebidas para avançar, Carlos Martins decidiu assim novamente encabeçar uma lista à comissão política, mas só depois de um outro militante não ter aceite essa responsabilidade por motivos pessoais “face a esta situação eu e outros camaradas começámos a pensar em apresentar uma lista e eu próprio convidei um outro camarada, que sempre respondeu às minhas chamadas e às minhas mensagens, para encabeçar esta lista. Infelizmente por motivos pessoais no passado domingo esse camarada transmitiu-me que não iria poder dar o corpo neste combate eleitoral”. 
O actual líder da concelhia refere que encontrou total abertura dos militantes para integrarem o seu projecto “começámos a fazer contactos e todas as pessoas com quem falámos aceitaram o convite e muitos deles até lamentaram o facto de eu ter anunciado que não seria candidato à comissão política. Decidi por isso avançar. Não prometemos empregos nem tão pouco iremos ter comportamentos incorrectos para com as pessoas que não querem estar connosco. Apresento uma lista de militantes com provas dadas e não tiveram receio de estar nesta equipa”.
O também presidente da união de freguesias da Covilhã e do Canhoso não confirma que Vítor Pereira foi o nome do militante a quem lançou em primeiro lugar o repto para avançar com uma candidatura. Ainda assim neste acto eleitoral o actual líder da concelhia vai enfrentar o presidente da câmara da Covilhã. O aparecimento de duas listas é um facto interessante e que Carlos Martins saúda “fico muito satisfeito porque entendo que os militantes servem para existir uma vivência partidária intensa e é sempre salutar haver mais que uma lista. Às vezes é importante só haver uma lista mas neste preciso momento na Covilhã acho que é interessante haver uma disputa para os órgãos do PS. Eu estou aqui para fazer o melhor possível para a minha terra e contribuir para as vitórias do Partido Socialista”. 
Recorde-se que em 2015 Vítor Pereira retirou a vice presidência da câmara da Covilhã a Carlos Martins a quem acusou de querer levar por diante um golpe de estado. Os dois vão agora enfrentar-se na corrida à liderança da comissão política concelhia do PS da Covilhã.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados