RCB/TuneIn
Domingo, 21 Jan 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
REUNIÃO AGENDADA
Rádio Cova da Beira
A c√Ęmara municipal da Covilh√£ e a direc√ß√£o do CCD Le√Ķes da Floresta v√£o reunir nos pr√≥ximos dias para definir o modelo como v√£o ser realizadas as obras de legaliza√ß√£o da sede da colectividade.
Por Nuno Miguel em 06 de Jan de 2018
 

Recorde-se que o processo esteve envolto em alguma polémica, depois de o presidente da direcção dos Leões ter tornado pública a recepção de um ofício, por parte da câmara da Covilhã, que dava conta de que a sede podia encerrar caso as obras não fossem iniciadas até dia 31 de Dezembro. Depois de contactos entre a autarquia e a colectividade, foi definido que podia ser o município a efectuar as obras ao abrigo de um protocolo celebrado com os Leões em Abril do ano passado.

 

Dentro de dias as duas partes vão sentar-se à mesma mesa para definir o próximo passo como refere José Miguel Oliveira, vereador com o pelouro do associativismo na câmara municipal da Covilhã “logo no início do ano vamos ter uma reunião de trabalho para definir se os Leões têm ou não condições para realizar a obra sendo que já foram adiantados 30 por cento do valor do protocolo celebrado em Abril do ano passado, que é aquilo que a lei permite. Nesse sentido se o clube não tiver condições levar por diante as obras, vamos revogar esse protocolo e será a câmara a avançar com os trabalhos”. 

 

Já o presidente da direcção do CCD Leões da Floresta, António Jerónimo, reconhece que a colectividade recebeu um adiantamento do valor do protocolo, mas a verba é insuficiente para fazer arrancar a obra “nós era para realizarmos as obras de legalização da sede através do orçamento participativo mas não conseguimos iniciá-la sem ter uma verba maior do que a que recebemos. O investimento total é de 30 mil euros, nós só recebemos oito mil e o empreiteiro que estava para fazer a obra não a começou. O regulamento do orçamento participativo não previa que o pagamento fosse feito em tranches, tinha de ser dada na íntegra, e só assim é que nós conseguíamos arrancar com a obra”.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados