RCB/TuneIn
Sexta, 20 Jul 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
PREOCUPAÇÃO MANIFESTADA
Rádio Cova da Beira
O vereador com o pelouro do desporto na câmara municipal do Fundão mostra-se preocupado com as repercussões que pode trazer ao concelho a proposta de alteração à lei do associativismo juvenil, que prevê que os presidentes dessas associações não possam ter idade superior a 30 anos. Miguel Gavinhos já teve oportunidade de abordar o assunto com o secretário de estado da juventude e desporto, a quem alertou para as dificuldades que essa alteração pode trazer às regiões do interior.
Por Nuno Miguel em 03 de Jan de 2018
“Já tive oportunidade de reunir com o secretário de estado a quem manifestei a nossa reserva no que toca a uma cláusula que impõe que os presidentes de direcção das associações juvenis têm de ter menos de 30 anos. Isso no litoral pode ser muito simples mas em regiões como a nossa é cada vez mas difícil encontrar pessoas disponíveis para o movimento associativo, ainda para mais com essa limitação dos 30 anos para os presidentes”. 
Miguel Gavinhos acrescenta que “isto pode ser um sinal preocupante para algumas associações juvenis, nomeadamente no que diz respeito ao acesso a alguns fundos a que podem aceder, porque se essa cláusula não for cumprida podem mesmo vir a perder esse estatuto. É uma situação que pode ter impacto no Fundão e eu espero que essa cláusula possa ainda ser revista antes da publicação das alterações à legislação”.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados