RCB/TuneIn
Quarta, 17 Out 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
“RESTAURAR O DESENVOLVIMENTO DA COVILHÔ
Rádio Cova da Beira
Sob o mote “unir para vencer”, Luís Santos formalizou a sua candidatura à liderança da concelhia do PSD da Covilhã. O acto eleitoral está agendado para o próximo dia 13 de Janeiro e o actual secretário geral da comissão política distrital encabeça a única lista até agora conhecida que se apresenta a sufrágio.
Por Nuno Miguel em 30 de Dec de 2017
Uma candidatura que tem como grande ambição restaurar os índices de desenvolvimento que a Covilhã conheceu no passado “durante décadas o PSD foi responsável pela modernização da Covilhã, levando-a a um patamar de desenvolvimento de excelência, transformando o nosso concelho na capital do interior de Portugal. Com o contributo dos militantes do PSD trilhou-se um caminho de sucesso que é essencial restaurar. É necessário que os social democratas estejam disponíveis para integrar um projecto colectivo, onde todos tem lugar. Este é o tempo de recuperarmos a identidade de partido de charneira do nosso concelho. É o tempo de reconhecer a importância do próximo ciclo político e de perceber o que a Covilhã nos disse nas últimas eleições autárquicas. No passado estivemos à altura das nossas vitórias. Agora é o tempo de reflectir sobre os nossos resultados e apresentar uma oposição construtiva, digna daquilo que é a nossa cidade”.     
Luís Santos refere que a acção da nova comissão política tem de estar assente num projecto que corresponda aos anseios de todos os covilhanenses uma vez que os resultados das últimas eleições autárquicas “não trouxeram ao nosso concelho o futuro que todos nós desejaríamos nem corresponderam aos superiores interesses da Covilhã nem às necessidades dos covilhanenses. Neste sentido é necessário reconhecer a urgência de voltar a estabelecer uma matriz social democrata, capaz de devolver à Covilhã e aos covilhanenses um caminho de futuro, progresso e desenvolvimento. O nosso principal desafio é criar um projecto capaz de corresponder aos anseios de todos aqueles que nasceram ou escolheram a Covilhã para desenvolver a sua vida política, pessoal e profissional”.  
Na apresentação desta candidatura, Luís Santos já definiu os principais pilares da acção que pretende levar por diante, sublinhando que o PSD não se pode ficar pelo lamento de não ter conseguido eleger nenhum vereador para o executivo “queremos fazer uma oposição firme e construtiva, que não se lamenta pelo facto de não termos eleitos no órgão executivo municipal mas que, pelo contrário, se preocupa em procurar soluções para os problemas do presente e pensando naquilo que queremos que seja o nosso futuro. O nosso código genético tem, na sua essência, o reformismo democrático, a defesa intransigente do estado e dos seus serviços, a transparência administrativa, a exigência educativa e a importância do desenvolvimento económico, cultural, social, ambiental, turismo e desportivo. Serão os nossos eixos estratégicos. Serão os pilares do nosso plano de actividades e da nossa discussão política”. 
No que respeita à composição da lista, o candidato refere que todos os nomes vão ser apresentados no próximo dia cinco de Janeiro, numa sessão de esclarecimento para militantes que vai decorrer na sede do PSD da Covilhã. Já em relação à mesa da assembleia de militantes há também uma candidatura já confirmada, encabeçada por Francisco Castelo Branco, que foi presidente da comissão política concelhia entre 2012 e 2013.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados