RCB/TuneIn
Quarta, 12 Dez 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL√ćTICA
CMF APROVA ORÇAMENTO PARA 2018
Rádio Cova da Beira
A c√Ęmara do Fund√£o aprovou por maioria os documentos referentes √†s grandes op√ß√Ķes do plano do munic√≠pio para 2018. O valor global do or√ßamento √© ligeiramente superior a 31 milh√Ķes de euros.
Por Nuno Miguel em 16 de Dec de 2017
O plano apresenta como grandes prioridades ao nível do investimento o lançamento da requalificação do cine teatro Gardunha, a manutenção da rede viária, a requalificação integral do complexo escolar do Fundão, diversas intervenções de reabilitação do espaço público ao abrigo do plano estratégico de desenvolvimento urbano e um fundo específico para dar resposta ao quadro dos incêndios que devastaram o concelho durante este ano.
Na apresentação dos documentos, Paulo Fernandes sublinhou que cerca de 17 milhões de euros ficam afectos às despesas correntes e 14 milhões para despesas de capital. Argumentos que não convenceram os dois eleitos do PS. Para António Quelhas “estes documentos são ficcionais e que assentam numa coisa que é clara: compromissos assumidos. Tem a chancela do pagamento da factura das eleições. Os compromissos assumidos de obras para fazer têm de ser incluídos no orçamento. E isso faz com que o valor do orçamento aumente e aumenta ainda mais a divergência relativamente ao que são os orçamentos do Pael que o senhor presidente construiu”.
Críticas que o presidente da câmara do Fundão rejeita. Paulo Fernandes refere que o trabalho já realizado ao nível da recuperação financeira permitiu reduzir o valor da dívida em cerca de 25 milhões de euros e em 2018 o valor do orçamento cresce em termos globais e as transferências para as juntas de freguesia também vão subir cerca de quatro por cento “não somos escravos da dívida. Temos um projecto social e de desenvolvimento pelo qual temos de pugnar todos os dias. Assim o fizemos em circunstâncias extremamente adversas e assim tivemos quatro anos que, por acaso, as pessoas consideraram que aquilo que foi feito merecia no mínimo uma aprovação maioritária. Deve ter sido mesmo um acaso”.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados