RCB/TuneIn
Sexta, 20 Jul 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
CULTURA
LAT MOSTRA PRESÉPIOS EM TORTOSENDO
Rádio Cova da Beira
Um dos maiores presépios da Cova da Beira vai estar em exposição no centro do Tortosendo. A LAT promove a segunda edição desta mostra que reúne, para além disso, artesãs e artesãos que vão produzir os seus presépios no local desta iniciativa.
Por Paulo Pinheiro em 13 de Dec de 2017

Outras da categoria:

Cerca de 500 peças compõem aquele que é um dos maiores presépios da Cova da Beira e que vai estar em exposição ao público a partir de sábado, dia 16 de Dezembro. A Liga dos Amigos do Tortosendo apresenta agora este conjunto de objectos provenientes de uma colecção privada. Em pleno centro do Tortosendo, na Rua dos Loureiros, junto à Gráfica do Tortosendo, vai ficar instalada a segunda exposição de presépios promovida pela LAT. A Liga dos Amigos do Tortosendo volta assim a dinamizar a quadra natalícia na maior freguesia do concelho com a mais esta iniciativa aberta ao público a partir das 15 horas do próximo sábado

Trata-se de uma coleção pessoal de David Russo, um filho da terra que há vários anos que tem vindo a colecionar figuras e a enriquecer este espólio. Um presépio com cerca de meio milhar de figuras que representa desde a gruta onde nasceu o Menino Jesus, até às aldeias daquele tempo, com as suas vivências, formas de trabalho, disposições, entre outros aspectos. Para além deste conjunto, destaque ainda para outros que vão estar patentes e que são propriedade de também particulares. Outro dos presépios em mostra reúne cerca de 200 peças e representa também o modo de vida de uma povoação desta época. São diversos os acervos de particulares que vão ficar patentes até ao Dia de Reis num espaço cedido, de forma gratuita, pela Gráfica do Tortosendo, em pleno centro da vila.

Eduardo Alves, presidente da direcção da LAT sublinha a importância de mais esta iniciativa para a dinamização da vila. Esta é “mais uma actividade que a Liga promove na freguesia e que tem como objectivo, entre outros, mostrar o potencial das suas gentes, da sua cultura, da identidade daquela que é a maior vila do distrito de Castelo Branco”. Com este tipo de empreitadas, a LAT espera “conseguir dinamizar um conjunto representativo e transversal de momentos culturais, cívicos e marcantes para o Tortosendo que permitam colocar a freguesia no mapa dos eventos deste género, trazendo assim novas pessoas e novos olhares”.

Tal como no ano passado, esta iniciativa conta ainda com a presença de várias e vários artesãos. Ao longo de todo este período vão integrar a mostra, alguns deles produzindo ali diversas peças que ficam depois à venda para quem queira visitar a mostra. São muitas as propostas de presentes que os visitantes podem encontrar e “conhecer artesãs e artesãos locais, bem como o seu trabalho”, atesta.

A actual direcção assinalou agora um ano de mandato. A juntar a esta organização que reúne o que de melhor o Tortosendo tem para assinalar a quadra, “há o Cantar das Ladainhas, o festival de artes LATitudes, e sobretudo o nosso boletim trimestral que chegou agora à centésima edição e é um embaixador do Tortosendo”. Para o próximo ano, a associação que trabalha a identidade da freguesia nos seus aspectos culturais, cívicos, etnográficos e outros espera promover “um ciclo de conferências que abordem várias temáticas sobre a freguesia e que pensem o Tortosendo estrategicamente e a médio/longo prazo, isto como forma de assinalar devidamente os 90 anos de elevação a vila”, adianta Eduardo Alves. 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados