RCB/TuneIn
S√°bado, 16 Dez 2017
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
FESTIVAL DE DOÇARIA CONVENTUAL
Rádio Cova da Beira
Para al√©m de realizar o almo√ßo de Natal, a Associa√ß√£o dos Antigos Professores, Alunos e Empregados da Escola Campos Melo da Covilh√£ (APAE) promove, no s√°bado, 9 de Dezembro, o Festival da Do√ßaria Conventual, no restaurante 1¬ļ de Maio, pelas 12h30.
Por Paulo Pinheiro em 07 de Dec de 2017

A nova direção, presidida por Pedro Silveira, que tomou posse no passado mês de Julho, pretende promover e desenvolver as tradições do concelho da Covilhã nas suas mais diferentes facetas

"Como sabem, a cidade da Covilhã é a capital do associativismo na região com imensas coletividades. Estamos muito empenhados na captação de novos sócios e, para isso, estamos a elaborar um plano de comunicação, que consiga chegar a todas as pessoas, sobretudo alunos que passaram pela Escola Campos Melo”, refere aquele responsável.

Para o presidente da direcção da APAE, não se podem ignorar as novas tecnologia “e é por aí que vamos estabelecer grande parte dos contatos com os antigos alunos, professores e funcionários. Assim sendo, vamos apresentar uma nova imagem do facebook e um novo logotipo”, explica.

Para além das questões da imagem e do plano de comunicação da associação, os novos responsáveis pretendem incrementar uma nova dinâmica

“Descentralizar as nossas atividades culturais pelo concelho, como aconteceu com o magusto que foi realizado no passado dia 4 de novembro na Quinta do Panasco, Peraboa. Por outro lado, quem está ligado ao associativismo, creio, não pode ignorar o trabalho em rede com a comunidade local e em parcerias para que sejamos mais fortes”, defende Pedro Silveira.

Quanto ao Festival da Doçaria Conventual da Covilhã, o novo responsável do elenco directivo da APAE refere que apesar de a Covilhã não ter tradição deste tipo de doçaria

“É verdade que, no início do século passado a antiga e conhecida pasteleira Lisbonense introduziu na Covilhã, as deliciosas Gargantas de Freira, embrulhadas em folha de óstia, que no fundo são fios de ovos e … o tal segredo que os pasteleiros não gostam de divulgar. Para quem não sabe, os “esquecidos” fazem parte da doçaria conventual das Beiras”, frisa.

A Associação dos Antigos Professores, Alunos e Empregados (APAE) da Escola Campos Melo da Covilhã pretende aproveitar a doçaria de Natal para divulgar as “Gargantas de Freira", que já têm mais um século de vida “é um doce tradicional, que queremos registar e salvaguardar”.

 

O evento de sábado é divido em duas partes: almoço de Natal e mostra de doçaria conventual, não só da Covilhã, como também do resto do país.

As inscrições estão abertas.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2017 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados