RCB/TuneIn
Sábado, 16 Dez 2017
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
CMP APROVA ORÇAMENTO DE 14 MILHÕES
Rádio Cova da Beira
Na primeira reunião pública do novo mandato, a câmara municipal de Penamacor (CMP) aprovou, por maioria, o plano e orçamento para 2018, no valor de 13 milhões 937 mil euros.
Por Paula Brito em 01 de Dec de 2017
 

Um aumento de cerca de dois milhões em relação ao  orçamento deste ano que, segundo António Beites, fica a dever-se ao arranque do quadro comunitário que vai permitir, no próximo ano, concluir um conjunto de obras importantes para o concelho.

“A conclusão do plano de pormenor da ampliação da zona industrial e a infra-estruturação da respectiva ampliação, a requalificação do centro de saúde de Penamacor, a requalificação integral da zona histórica de Penamacor, do teatro clube, o reforço na promoção turística do concelho com a criação da porta de entrada na Malcata a instalar na zona histórica e a abertura da casa da memória sefardita Ribeiro Sanches.”

Do conjunto de obras, que perfazem um investimento de 4 milhões de euros de fundos comunitários, também faz parte a reabilitação urbana em todas as freguesias e a elaboração de projectos de construção e reabilitação de edifícios.

O único vereador da oposição, Domingos Torrão, absteve-se por considerar que os documentos têm uma lacuna na área do incentivo à fixação de pessoas e empresas no concelho.

“Falta alguma coisa em termos de estímulo ao investimento e à fixação de gente no concelho, nós temos de nos preocupar com um concelho que está cada vez mais idoso e necessitado de massa crítica e creio que a autarquia está dotada para poder aproveitar algumas iniciativas para facilitar a implementação de empresas e de jovens que se queiram instalar.”

Na resposta, o presidente da autarquia disse que há muitos anos que um orçamento municipal não estava tão vocacionado para esta área.

“Porque até aqui, com o problema que tínhamos de falta de espaços na zona industrial, isto não foi de todo possível. Creio que é uma obra de vulto que já está atrasada alguns anos no tempo, e por outro lado a aposta clara, que nunca foi feita, na criação de uma incubadora de base tecnológica, uma vez que também já temos a vila dotada de fibra óptica.”

Segundo o autarca no próximo ano será dada continuidade à aposta na educação, acção social e saúde, apoio às juntas de freguesia e associações do concelho. Em 2018 o município mantem a retenção de 4% do IRS, abdicando de 1%, com a justificação de que o valor se destina à aquisição de manuais escolares para alunos do pré-escolar ao secundário e também para reforçar o apoio mensal aos bombeiros de Penamacor.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2017 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados