RCB/TuneIn
Sexta, 15 Dez 2017
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
PROJECTO APRESENTADO
Rádio Cova da Beira
O centro hospitalar da Cova da Beira pode vir a acolher um n√ļcleo da associa√ß√£o portuguesa de apoio ao beb√© prematuro. O projecto foi apresentado por Andreia Roque, colaboradora daquela organiza√ß√£o, numa sess√£o que decorreu no audit√≥rio do CHCB para assinalar o dia dos beb√©s prematuros.
Por Nuno Miguel em 17 de Nov de 2017

Outras da categoria:

Em declarações à RCB, a responsável sublinha que “esta associação foi criada em 2008 por pais que passaram pela experiência da prematuridade e decidiram dar esse passo para dar apoio a outros pais que estejam a viver esta experiência. Este apoio passa por perceber as necessidades que as famílias sentem assim como das unidades de saúde e dos próprios profissionais. Nesse sentido aquilo que se procura é criar uma ponte entre todos para que o serviço seja mais eficaz e o apoio dado seja mais próximo”.
Estes grupos de ajuda já se encontra a funcionar em vários serviços de neonatologia do país e o objectivo agora passa por alargar a rede “numa primeira fase pretendemos alargar a todas as unidades de grau três, que são 22, e numa fase posterior e se for possível do ponto de vista logístico também abranger as unidades de gau dois como é o caso deste centro hospitalar. Já temos duas voluntárias que estão em fase de formação para poderem integrar estes grupos de ajuda mútua e quando esse processo estiver terminado vão integrar o grupo da maternidade Daniel de Matos em Coimbra”.
Os dados dos últimos estudos apontam que por cada dez nascimentos exista uma criança que nasce prematuramente e Andreia Roque sublinha que “existe uma tendência para o aumento desses números devido às situações de ansiedade e de stress que a nossa sociedade está cada vez mais a viver. É preocupante no sentido em que estes bebés passam por períodos de internamento de alguns meses e todos os dias os pais ficam nas maternidades horas a fio para poderem estar junto do seu bebé. Nesse sentido aquilo que o trabalho da associação pretende é ajudar todos para que essa fase de internamento seja o mais rápida possível”.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2017 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados