RCB/TuneIn
Sábado, 16 Dez 2017
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
CULTURA
FESTIVAL DE ARTES PERFORMATIVAS ARRANCA EM NOVEMBRO
Rádio Cova da Beira
Entre 23 de Novembro e 2 de Fevereiro as cidades da Covilhã e Castelo Branco acolhem a edição deste ano do Festival Y. A iniciativa é novamente organizada pela associação “Quarta Parede” e tem como principal objectivo consolidar-se como uma mostra de criadores portugueses nas áreas performativas.
Por Nuno Miguel em 15 de Nov de 2017
O teatro, a música e dança entrelaçam-se num conjunto de 10 espectáculos e onde se procura também mostrar o trabalho dos criadores emergentes, como refere o director artístico do festival “tivemos uma atenção especial na programação deste ano em trazer também os novos criadores de arte contemporânea em Portugal. Grande parte deles é a primeira vez que vem ao festival. Pensamos que há um equilíbrio muito grande ao nível da programação e que muitas vezes está dependente da oferta que o próprio mercado nos oferece porque enquanto não existir uma sala na Covilhã que possa acolher qualquer tipo de espectáculos estamos algo limitados ao nível do espaço”. 
A grande maioria dos espectáculos vai decorrer na Covilhã mas Rui Sena não esconde que gostaria que existisse um maior equilíbrio entre aquela cidade e Castelo Branco. O orçamento para esta edição é de 55 mil euros e o director do festival sustenta que “os apoios continuam a ser muito reduzidos e muitas vezes a dificuldade em organizar o festival todos os anos passa pela redução drástica dos apoios dados à cultura. Gostaríamos que os espectáculos fossem mais divididos mas isso também está relacionado com a questão dos apoios e temos feito o que tem sido possível”. 
Para além dos espectáculos, o festival contempla ainda um curso de performance, oficinas dramatúrgicas e de movimento e a realização de várias conversas entre os intérpretes e os espectadores. Uma aposta que de acordo com Sílvia Ferreira, assistente de programação “pretende afirmar as artes performativas como espaços de encontro e de ampliação do que pode ser um espectáculo. O público pode estar numa situação mais informal e também numa situação mais próximas das equipas artísticas que integram os espectáculos que trazemos”. 
O festival abre portas na Covilhã a 23 de Novembro, com um espectáculo musical a cargo de Noiserv e termina a 2 de Fevereiro, no cine teatro avenida em Castelo Branco, com a produção “Brisa ou Tufão” de Mafalda Saloio.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2017 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados