RCB/TuneIn
Sexta, 24 Nov 2017
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
“DECLARAÇÕES INFELIZES”
Rádio Cova da Beira
Foi desta forma que o ministro da ciência e ensino superior classificou esta tarde na assembleia da república as declarações do reitor da UBI sobre as questões do financiamento das universidades. Recorde-se que António Fidalgo, na abertura solene deste ano lectivo considerou que chegou a hora de dizer basta a uma situação crónica de sub financiamento e exigiu ao governo uma maior dotação orçamental para 2018.
Por Nuno Miguel em 14 de Nov de 2017
Ouvido esta tarde no parlamento, no âmbito do debate na especialidade do orçamento de estado para o próximo ano, Manuel Heitor afirma que “nós criámos, pela primeira vez, um mecanismo de interajuda entre as instituições e por isso não há razão nenhuma para a UBI agora vir dizer que precisa de um financiamento que não foi acordado com todas as outras. Diga-se de passagem que a UBI, na monitorização constante que foi feita até agora, não precisou de recorrer a esse mecanismo e estou certo que não vai precisar. Por isso mesmo devo dizer que as intervenções do reitor da universidade da Beira Interior foram particularmente infelizes e felizmente conseguimos dar-lhe o orçamento para 2018 que estava consagrado no âmbito do contrato de legislatura”.  
Já no que respeita à reorganização da rede de ensino superior na faixa interior do país, Manuel Heitor afirma que o actual governo seguiu um caminho diametralmente oposto daquele que o anterior executivo estava a percorrer “nessa altura a ideia era dividir para reinar e a nossa opção política foi exactamente ao contrário. Por isso apostámos em reunir para reforçar o ensino superior e por isso não introduzimos um debate em que as instituições iam ficar umas contra as outras”.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2017 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados