RCB/TuneIn
Sexta, 24 Nov 2017
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
“AS PROMESSAS LEVA-AS O VENTO”
Rádio Cova da Beira
É desta forma que o movimento da população “Ourondo-Relvas” avalia o primeiro mês de actividade dos novos responsáveis autárquicos na união de freguesias de Casegas/Ourondo e na câmara da Covilhã. Em comunicado, os responsáveis sustentam que “já com os holofotes da campanha arrumados juntamente com as promessas até as próximas eleições, só resta olhar para o prometido e não realizado”.
Por Nuno Miguel em 13 de Nov de 2017
O movimento refere que as populações do Ourondo e das Relvas aguardam, desde o passado mês de Agosto, pelo reinício e conclusão das obras do lardo da carreira “que segundo o reconduzido presidente da câmara seriam inauguradas antes do passado dia um de Outubro. Ficou claro que a obra parou porque o povo do Ourondo não caiu no engodo das obras para fins eleitorais. Ao fim de quatro anos sem nada ser feito na freguesia, aparecerem com grande fanfarrice com uma obra cujo projecto tinha sido herdado do último executivo do Ourondo. Como se não bastasse o mamarracho cuja construção foi iniciada, em nada se compara com o herdado. Vão ser necessários mais quatro anos deste sofrimento, para que em 2021 se conclua a obra.
Neste comunicado, o movimento da população Ourondo/Relvas classifica como “uma indignidade a forma como somos tratados pela união de freguesias, agora com novos rostos e a mesma maneira de actuar” o que se passou na rua de Nossa Senhora do Carmo, que dá acesso ao santuário da aldeia “onde durante a primavera espalharam herbicida para queimar as mimosas e agora temos a rua com as mimosas queimadas sem que a união se tenha dignado limpar e assim dar outra imagem a esta rua”.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2017 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados