RCB/TuneIn
Sexta, 17 Nov 2017
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
BVF: SECÇÕES EM RISCO
Rádio Cova da Beira
Secções destacadas dos Bombeiros do Fundão podem ter os dias contados devido à falta de voluntários. A desertificação do interior e a crise no voluntariado são as responsáveis pela falta generalizada de bombeiros. A situação é preocupante e tem vindo a agravar-se como refere o presidente da direcção da associação humanitária Carlos Jerónimo.
Por Paulo Pinheiro em 10 de Nov de 2017
 

 “Por exemplo, este ano já não conseguimos ter um equipa permanente durante o período crítico nos Três Povos, pela primeira vez julgo eu, e Silvares e Soalheira tiveram que ter reforços do quartel do Fundão para manter equipas de cinco pessoas, portanto é algo preocupante.”

Segundo o comandante da corporação fundanense nesta altura existem 12 bombeiros voluntários em Silvares, 14 em Três Povos e 20 na Soalheira. José Sousa diz que tudo tem sido feito para evitar o encerramento das secções mas não pode garantir o futuro destas unidades descentralizadas criadas por Luís de Carvalho quando desempenhava funções de comandante da corporação.

“Neste momento não posso garantir que isso não venha a acontecer um dia, faremos tudo para que não aconteça porque este projecto foi criado de forma muito apaixonada pelo saudoso comandante Carvalho e numa perspectiva muito visionária, para estarmos mais perto do socorro. Infelizmente, na nova conjuntura não sei até que ponto é que é possível manter-se.”

Para o presidente da direcção dos voluntários fundanenses a solução deve passar pela profissionalização dos bombeiros.

“Tem que haver uma semi profissionalização, ou a passagem para um plano misto de profissionais e voluntários, aqui entronca a criação das Equipas de Intervenção Permanente (EIP), que nós infelizmente não temos, mas está previsto em territórios de alta perigosidade, como é o caso do Fundão, de poder em secções destacadas que estejam a mais de 15 quilómetros da sede, criar uma EIP.”

Com três secções destacadas em Silvares, Soalheira e Três Povos, os bombeiros voluntários do Fundão lutam pela sobrevivência desta descentralização.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2017 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados