RCB/TuneIn
Sexta, 17 Nov 2017
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
SERRA DA GARDUNHA: APROVEITAR A OPORTUNIDADE
Rádio Cova da Beira
A tragédia dos incêndios, que este ano também atingiram a Serra da Gardunha, deve constituir uma oportunidade para a implementação neste território de um plano integrado.
Por Paulo Pinheiro em 09 de Nov de 2017

É o que defende o presidente da direcção dos Bombeiros Voluntários do Fundão. Em entrevista ao programa “Flagrante Directo”, Carlos Jerónimo afirma que a intervenção na Gardunha não pode ser reactiva nem passar por medidas sentimentais

“Tal foi a dimensão que quando as coisas batem no fundo é preciso não deixar perder a oportunidade de tocar a rebate para com todas as forças que estão no terreno, e vou verificando que a sociedade civil se vai mobilizando para ajudar a Gardunha a renascer das cinzas, aproveitar esta que poder ser uma ocasião histórica para repensar a estratégia para a serra”.

Também o comandante dos voluntários fundanenses preconiza uma análise ponderada e serena antes de qualquer intervenção na Gardunha. A calamidade que se abateu na Serra deve constituir uma oportunidade para uma reavaliação daquele espaço natural. José Sousa sugere a abertura de mais acessos onde sejam essenciais e a orografia permita

“Deve ser estudado o ordenamento para evitar que no futuro voltem a acontecer cenários como estes. O histórico dos incêndios que vêm do lado de Castelo Branco e que entram na Serra da Gardunha por São Vicente da Beira por três vezes que aconteceu o mesmo, umas vezes arde mais outras menos, mas naquele ponto nevrálgico de Vale D´Urso (Souto da Casa) até às antenas habitualmente arde sempre porque não permite o acesso para poder ser feito o combate”

O comandante dos BVF confirma ter sido no passado mês de Agosto que se registou o incêndio de maiores proporções ocorrido na Gardunha e, consequentemente, com prejuízos mais avultados. O levantamento definitivo ainda não está efectuado, mas este verão arderam cerca de oito mil hectares nesta serra emblemática dos concelhos do Fundão e Castelo Branco.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2017 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados