RCB/TuneIn
Quarta, 22 Nov 2017
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
PLANO DE EMERGÊNCIA: USCB REÚNE COM CÂMARAS MUNICIPAIS
Rádio Cova da Beira
A União de Sindicatos de Castelo Branco tem já marcadas reuniões com várias câmaras municipais a fim de lhes apresentar as razões pelas quais defende a implementação de um Plano de Emergência no distrito de Castelo Branco.
Por Paulo Pinheiro em 04 de Nov de 2017

Depois de ter reunido com a câmara Covilhã, na sexta-feira, a União de Sindicatos de Castelo Branco tem encontro marcada para segunda-feira, 6 de Novembro, 15:30H, com a autarquia de Oleiros e uma semana depois, 13 de Novembro, às 16:00H, em Idanha-a-Nova.

Em nota enviada aos órgãos de comunicação social, a USCB lembra que o Plano de Emergência "não é uma alternativa à necessária Regionalização, pois esta faz parte do nosso Programa de Acção e do Programa de Desenvolvimento e Progresso aprovado no sétimo Congresso e que serviu de base ao P.E." e, por isso, "não existe qualquer dicotomia entre Regionalização e Plano de Emergência, já que entre uma (a Regionalização) e o outro (Plano de Emergência) não há qualquer incompatibilidade, bem pelo contrário", defende.

 

A União de Sindicatos de Castelo Branco recorda ainda que, segundo um relatório que retrata Portugal como um dos países com mais idosos e que está a envelhecer mais rapidamente, "a Beira Baixa é uma das regiões mais envelhecidas dos países da OCDE e este é mais um argumento que justifica a oportunidade e a urgência do Plano de Emergência".

Na última deslocação ao distrito de Castelo Branco, a deputada do PCP Paula Santos defendeu que a regionalização volte a estar na agenda política em Portugal "a necessidade da criação das regiões administrativas que permitam também potenciar o desenvolvimento regional, ou seja, daquilo que é a nossa análise, do conjunto de pontos que conheço e que são assumidos pela USCB há um conjunto de aspectos que têm aqui proximidade”.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2017 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados