RCB/TuneIn
Sexta, 17 Nov 2017
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
AEBB QUER POTENCIAR CLUSTER DAS PLANTAS AROMÁTICAS
Rádio Cova da Beira
Associação Empresarial da Beira Baixa (AEBB) quer potenciar um novo cluster na região ligado às plantas aromáticas e medicinais e à sua utilização na indústria cosmética.
Por Paula Brito em 03 de Nov de 2017
 

A Associação participou, pelo segundo ano consecutivo, no encontro internacional dedicado às inovações para a perfumaria e cosmética como membro da rede mundial, fundada 18 clusters de cosmética de todo o mundo que partilham as boas práticas e trabalham projectos em comum.

“Trata-se de reconhecer que a região pode ter um desenvolvimento acrescido através da exploração das capacidades e potencial que tem de vegetação espontânea, as chamadas plantas aromáticas, algumas medicinais outras condimentares, mas indo além disso, ou seja, a cosmética aparece aqui como uma ligação entre a produção e a transformação. Embora ainda não tenhamos o cluster formado estamos a dar passos largos para o constituir aqui na região.

A AEBB integra também o projecto “Cosmetics4wellbeing” em parceria com organizações de quatro países europeus, Portugal, Espanha, Roménia e França, no âmbito do programa Cosme, que tem como objectivo o desenvolvimento de um conjunto de acções de internacionalização do sector da cosmética e industrias relacionadas.

Entretanto a AEBB vai apresentar ao Compete uma candidatura a pensar na dimensão nacional e internacionalização de um sector que começar a dar os primeiros passos.

“Vamos apresentar ao Compete uma candidatura de internacionalização que vai passar pelo AICEP e que visa a organização deste sector com vista à internacionalização. Vamos ter um parceiro do Alentejo e outro do norte, de Bragança, queremos assumir uma posição não tanto regional mas territorial, nacional, nesta matéria.”

Segundo José Gameiro na região existe um levantamento de 25 empresas ligadas ao sector que a Associação Empresarial da Beira Baixa vai reunir para conhecer o que já existe na região neste sector.

“A região já tem produtores novos, pessoas a fazer extracção de óleos essenciais dessas plantas ou de outras que existem espontaneamente na natureza, nomeadamente pinheiro bravo e eucalipto que dão óleos de excelência e muito apreciados lá fora pela constituição das nossas plantas, temos por exemplo a esteva que aparece em todo o lado que tem um óleo que é muito apreciado nomeadamente em França, que é o líder desta área, e que não tem. Temos que tirar partido desse potencial.”  

A AEBB vai de 1 a 3 de Dezembro, a convite da Agência de Desenvolvimento Equitânia, participar num evento em Bordéus para apresentar os produtos e as empresas da região com actuação nesta fileira.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2017 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados