RCB/TuneIn
Quarta, 22 Nov 2017
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
“CONTINUIDADE NÃO FAZ QUALQUER SENTIDO”
Rádio Cova da Beira
A bancada do PS na câmara do Fundão defende a extinção da empresa municipal “Viver Fundão”. A proposta foi colocada em cima da mesa na última reunião pública da autarquia em que foram aprovados por maioria os nomes de Paulo Fernandes, Miguel Gavinhos e Alcina Cerdeira para integrarem a nova estrutura administrativa da empresa. Paulo Águias e Ana Paula Duarte são os vereadores que assumem funções na assembleia geral.
Por Nuno Miguel em 01 de Nov de 2017
Uma proposta que mereceu o voto contra dos vereadores do PS. Para António Quelhas “esta empresa é um corpo morto, a sua existência não se justifica e é uma empresa que nem sequer cumpre as determinações do seu revisor oficial de contas. Na nossa opinião ela está a condicionar outra instituição do nosso município que é a escola profissional. Esta empresa tem sido um factor de instabilidade num projecto que é válido para o concelho e que trás mais valia para o Fundão. Nós estaríamos dispostos a validar este novo quadro de sociedade da empresa se o objecto fosse a sua extinção”. 
Na resposta, o presidente da autarquia referiu que o Fundão foi o primeiro município do país a avançar com a extinção de empresas municipais, tendo passado de quatro para uma. Quanto às críticas de que a manutenção da empresa pode trazer dificuldades à escola profissional do Fundão, Paulo Fernandes é peremptório “aquilo que possa ser decidido em relação à «Viver Fundão» nunca irá colocar em causa o que é a escola profissional. Aquilo que foi veiculado pelo senhor vereador é que se a empresa não for extinta isso cria dificuldades à escola e o que nós dizemos, uma e outra vez, é que não vamos tomar qualquer atitude em relação á empresa que coloque em causa o funcionamento e a parceria responsável e forte que existe em relação a uma instituição que é muito importante para a qualificação dos nossos jovens”.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2017 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados