RCB/TuneIn
Quarta, 22 Nov 2017
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
"DAR" ESPERA CLARIFICAÇÃO DO PS E DA CDU
Rádio Cova da Beira
A lista independente DAR, que venceu as eleições para a União de Freguesias do Fundão, Valverde, Donas, Aldeia de Joanes e Aldeia Nova do Cabo, espera que até 6 de Novembro, dia em que é retomada a sessão da assembleia de freguesia para a instalação dos órgãos autárquicos, o PS e a CDU clarifiquem as suas posições quanto à constituição do executivo da junta.
Por Paulo Pinheiro em 20 de Oct de 2017

Em causa está o chumbo das duas propostas, nomeadamente da segunda, apresentadas esta quinta-feira pelo presidente da junta de freguesia para a constituição do executivo da junta. (Ver notícia neste site http://www.rcb-radiocovadabeira.pt/pag/41342 “Propostas Rejeitadas”.

 

Em comunicado, a lista DAR reafirma o seu entendimento de que o executivo da junta de freguesia deve ser constituído por cinco elementos com grande proximidade com os territórios das várias freguesias

 

“Esta decisão possibilita que cada freguesia tenha um interlocutor privilegiado na avaliação das suas necessidades, problemas, dificuldades, recolha de opiniões, por outras palavras que possa viver diariamente as realidades desses territórios e assim aportar esse conhecimento para dentro do executivo da Junta possibilitando o conhecimento de todos e garantindo assim respostas mais rápidas”, defende o movimento independente.

 

A lista DAR recorda que durante o período que decorreu, entre o dia das eleições a assembleia desta quinta-feira, a CDU fez chegar à comunicação social uma informação onde referia que “só viabilizará e apoiará uma solução governativa que respeite os princípios da pluralidade da proporcionalidade”. Informação reforçada na assembleia, pelo seu representante, referindo, concretamente, que entendia que o executivo deveria ser constituído por três membros da Lista DAR e dois do PS.

 

A segunda proposta apresentada pelo presidente da junta eleito “assentou, mais uma vez, em dois pressupostos lógicos, a substituição dos nossos representantes das freguesias onde o PS foi vencedor nas eleições, Aldeia de Joanes e Donas, pelos representantes propostos pelo PS na sua lista candidata para esses mesmos territórios” frisa o movimento.

 

Para a lista DAR, desta forma, foi igualmente respeitado o compromisso do PS para com o seu eleitorado “pois foram incluídos os membros propostos na sua lista para representantes dessas freguesias. Relembramos, mais uma vez, a mensagem do comunicado da CDU onde referem que “em democracia não há ajuste de contas, pois todos contam e são precisos”, refere o movimento DAR.

 

Face ao chumbo da segunda proposta apresentada por Manuel Malícia Trindade, a lista DAR acusa a CDU “de dar resposta às expectativas dos membros da bancada do PS e não dos seus eleitores como referido no seu comunicado, ficando a dúvida para quem “pretendem delinear as linhas de intervenção futura”. Contrariamente ao seu comunicado parece que “nem todos contam”, salienta o movimento.

 

A lista DAR repudia ainda “o comportamento e linguagem de alguns dos membros da bancada do PS no decorrer da Assembleia. Seremos, de futuro, intransigentes com tais comportamentos e agiremos em conformidade com a lei de forma exemplar doa a quem doer”, avisa.

O movimento acompanha a mensagem de outros e “exige elevação, seriedade e sentido de responsabilidade. Alertamos para que os tempos são outros já que em democracia. A nossa liberdade termina onde começa a dos outros”, conclui.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2017 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados