RCB/TuneIn
Segunda, 25 Jan 2021
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
CULTURA
ADUFEIRAS DO PA√öL NO FESTIVAL DA CHEROVIA
Rádio Cova da Beira
As Adufeiras da Casa do Povo do Pa√ļl ajudaram esta sexta-feira a comemorar os dez anos do Festival da Cherovia, na Covilh√£. O evento organizado pela banda da Covilh√£, com o apoio do munic√≠pio, come√ßou na noite de quinta-feira e termina este domingo na zona hist√≥rica da cidade. De acordo com a organiza√ß√£o, nos primeiros dois dias, milhares de pessoas t√™m passado pelo festival.
Por Paulo Pinheiro em 23 de Sep de 2017

As Adufeiras do Paul foram convidadas pela organização do Festival para serem protagonistas de um concerto "11 para a meia-noite", que decorreu esta sexta-feira, 22 de Setembro, pelas 23:00H, na igreja de Santa Maria.

 

Durante cerca de 45 minutos, as Adufeiras mantiveram o público atento e colaborante nas cantigas populares do Paúl que ecoaram no templo, sempre antecedidas de uma explicação efectuada por Lenor Narciso. O grupo do Paúl, sempre muito aplaudido, interpretou várias temas ora manejando os adufes com a destreza das mãos das mulheres daquela vila concelho da Covilhã, ora fazendo sobressair as vozes, ou produzindo os sons melodiosos com as pedrinhas da ribeira do Paúl.

 

A incontornável Farrapeira, a vindima, ou o tema infantil “Lá vai uma, lá vão duas, três pombinhas a voar”, entre outras, motivaram o público a acompanhar o grupo do Paúl, que terminou com a Sra do Almortão e a música à Sra. das Dores.

 

No final, à RCB, a responsável das Adufeiras do Paúl, grupo que em 2018 completa dez anos de existência, disse que o concerto é o resultado de um trabalho que tem vindo a ser efectuado “um trabalho que nunca chega ao fim porque existem tantas referências dos nossos antepassados para pesquisar. O Paúl é uma espécie de um saco cheio de música desde os cantares de trabalho e de romaria, às cantigas de amor… nada chega ao fim. Procuramos sempre saber junto das pessoas mais idóneas”.

 

O grupo brinca um pouco com as letras das cantigas e explora o corpo e os instrumentos “que cria uma dinâmica muito grande. Embora estejamos a apostar no trajecto das cantigas da romaria, e a fazer um tributo à mulher, fizemos aqui uma viagem pelas raízes do Paúl. Queremos continuar a motivar mais jovens a tocarem connosco ”, salienta Leonor Narciso. 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2021 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados