RCB/TuneIn
Segunda, 19 Out 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
CULTURA
ADUFEIRAS DO PAÚL NO FESTIVAL DA CHEROVIA
Rádio Cova da Beira
As Adufeiras da Casa do Povo do Paúl ajudaram esta sexta-feira a comemorar os dez anos do Festival da Cherovia, na Covilhã. O evento organizado pela banda da Covilhã, com o apoio do município, começou na noite de quinta-feira e termina este domingo na zona histórica da cidade. De acordo com a organização, nos primeiros dois dias, milhares de pessoas têm passado pelo festival.
Por Paulo Pinheiro em 23 de Sep de 2017

As Adufeiras do Paul foram convidadas pela organização do Festival para serem protagonistas de um concerto "11 para a meia-noite", que decorreu esta sexta-feira, 22 de Setembro, pelas 23:00H, na igreja de Santa Maria.

 

Durante cerca de 45 minutos, as Adufeiras mantiveram o público atento e colaborante nas cantigas populares do Paúl que ecoaram no templo, sempre antecedidas de uma explicação efectuada por Lenor Narciso. O grupo do Paúl, sempre muito aplaudido, interpretou várias temas ora manejando os adufes com a destreza das mãos das mulheres daquela vila concelho da Covilhã, ora fazendo sobressair as vozes, ou produzindo os sons melodiosos com as pedrinhas da ribeira do Paúl.

 

A incontornável Farrapeira, a vindima, ou o tema infantil “Lá vai uma, lá vão duas, três pombinhas a voar”, entre outras, motivaram o público a acompanhar o grupo do Paúl, que terminou com a Sra do Almortão e a música à Sra. das Dores.

 

No final, à RCB, a responsável das Adufeiras do Paúl, grupo que em 2018 completa dez anos de existência, disse que o concerto é o resultado de um trabalho que tem vindo a ser efectuado “um trabalho que nunca chega ao fim porque existem tantas referências dos nossos antepassados para pesquisar. O Paúl é uma espécie de um saco cheio de música desde os cantares de trabalho e de romaria, às cantigas de amor… nada chega ao fim. Procuramos sempre saber junto das pessoas mais idóneas”.

 

O grupo brinca um pouco com as letras das cantigas e explora o corpo e os instrumentos “que cria uma dinâmica muito grande. Embora estejamos a apostar no trajecto das cantigas da romaria, e a fazer um tributo à mulher, fizemos aqui uma viagem pelas raízes do Paúl. Queremos continuar a motivar mais jovens a tocarem connosco ”, salienta Leonor Narciso. 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados