RCB/TuneIn
Segunda, 14 Out 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
CULTURA
“ALCAIDE – UMA ALDEIA DA GARDUNHA”
Rádio Cova da Beira
Mais do que um livro, “Alcaide – Uma aldeia da Gardunha” é uma enciclopédia sobre aquela aldeia do concelho do Fundão como frisou o presidente da câmara do Fundão no lançamento da obra de Albano Matos que resultou, em parte, da tese de mestrado do antropólogo que nasceu em Castelo Novo, foi registado em Casal da Serra na freguesia de S. Vicente da Beira e cresceu no Alcaide, onde casou.
Por Paula Brito em 20 de Sep de 2017
 

Na apresentação da sua obra desfiou o rosário das recordações e memórias sobre esta aldeia que lhe moldou a “personalidade de retalhos”. Albano Matos recordou a primeira vez que foi à festa do S. Macário de onde trouxe um trapinho abençoado pelo padroeiro dos surdos “para colocar nos ouvidos do meu irmão que se queixava dos ouvidos”. Albano Matos recordou ainda a “noite mágica” do arraial da festa de Nossa Senhora das Preces “em que vi pela primeira vez fogo preso, foi um deslumbramento”. O autor recordou ainda o primeiro dia de escola, altura em que percebeu que estar calçado era sinal de riqueza…

O livro, de 750 páginas, está dividido em nove capítulos que abordam os mais diversos temas: dos jogos tradicionais e de lazer às festas e manifestações cíclicas, das personalidades às rezas e rituais, da economia à geografia. “Pela pluralidade de assuntos que aborda, assume-se como uma das grandes obras da antropológica da Beira Interior” referiu Pedro Salvado, director do museu arqueológico municipal do Fundão, que apresentou a obra perante um salão cheio, na sede da junta de freguesia do Alcaide.

Para o presidente da câmara do Fundão este é um dos trabalhos mais completos sobre a caracterização de uma aldeia no século XX. “Estamos perante uma obra basilar daquilo que é o entendimento de uma aldeia da Gardunha, uma aldeia do concelho do Fundão, da Cova da Beira, de uma aldeia beirã. É talvez dos trabalhos mais completos feitos sobre aquilo que é a organização, geografia, economia, estratificação social, demografia e infraestruturas associadas a uma aldeia do séc. XX e a forma como evoluiu até à década de 70.”

O presidente da junta do Alcaide, que assina o prefácio, diz que edição deste livro “é uma homenagem da freguesia e dos alcaidenses a um homem que é, entre muitas outras coisas, um grande estudioso da terra”. Daniel Cruz anunciou ainda que em conjunto com a A23 edições, decidiram que cinco euros de todos os títulos vendidos no dia da apresentação reverteriam para o fundo de reflorestação da Gardunha. “Alcaide – Uma aldeia da Gardunha” é a primeira de uma colecção que a editora dedica à Serra da Gardunha.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados