RCB/TuneIn
Segunda, 01 Mar 2021
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
CULTURA
FUNDÃO: ENCHENTE NO ESPECTÁCULO "TAIS QUAIS"
Rádio Cova da Beira
O largo do Calvário na cidade do Fundão encheu-se de gente para o espectáculo mais aguardado da edição de 2017 do Festival Cale&SangriAgosto. À hora certa, milhares de pessoas aguardavam a entrada em palco de nomes sonantes da música portuguesa para um concerto que ficará na memória recente dos fundanenses como um espectáculo que juntou humor, cante alentejano e canções universais.
Por Dulce Gabriel em 15 de Aug de 2017

Durante cerca de duas horas Tim, Vitorino, João Gil e o contador de histórias Jorge Serafim entremearam canções com histórias e memórias do Fundão. O acordeão de Celina Piedade, o piano de Vicente Palma, a percussão de Sebastião Santos e a voz de Paulo Ribeiro também fizerem o concerto muito elogiado pelo público.

 

Pessoas de todas as idades oriundas de várias localidades da região deixaram-se envolver pelas canções acentuadamente tradicionais e quase sempre conhecidas da plateia.

A viola campaniça, instrumento tradicional alentejano, juntou-se ao espetáculo através do dedilhar de Tim, num momento em que a poesia de Fernando Pessoa tomou conta da letra das canções. Seguiu-se o muito conhecido “Circo de Feras” interpretado em modo alentejano e como resultado de adaptação de Paulo Ribeiro.

A viagem pelas canções, intercaladas com humor, levou o espetador aos clássicos de Vitorino e ao “Postal dos Correios” do antigo coletivo “Rio Grande”.

Não era um concerto de canções ao desafio mas o entusiasmo dos artistas associado à empatia do público constituíra uma simbiose perfeita.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2021 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados