RCB/TuneIn
Segunda, 22 Jul 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
FUTSAL - ADF REGRESSA AOS TRIUNFOS
A Desportiva do Fund?o regressou ?s vit?rias na partida que realizou esta tarde em Santa Marta de Portuzelo, perante o Nogueirense. Foi uma vit?ria muito valorizada pela equipa da casa.
Por José Joaquim Ribeiro em 22 de Dec de 2007

O Nogueirense entrou muito bem na partida, conseguindo, logo aos 4 minutos adiantar-se no marcador,com um golo apontado por Agra, que soube aproveitar um desacerto defensivo da equipa fundanense. Este golo galvanizou ainda mais a equipa da casa que só não ampliou o marcador por manifesta falta de pontaria dos seus jogadores e por grande influência de Carlinhos, enquanto o guardião fundanense se manteve na quadra, defendendo muito bem a sua baliza. O resultado podia perfeitamente ter sofrido alteração, em favor do Nogueirense, em duas ou três ocasiões. Foi um período de grande desacerto dos jogadores fundanenses, com perdas de bola em zona de grande perigo para a sua baliza.

Aos 11' Carlinhos é excluído da partida, por ter defendido fora da área uma bola que seguia para a sua baliza. Para o seu lugar entrou João Pedro que no final foi considerado o homem do jogo.

A Desportiva demorou a encontrar-se e só aos 17,30 é que foi capaz de mostrar o que vale. Numa jogada colectiva, Adriano concluiu de forma perfeita, fazendo o golo da igualdade. Quando se esperava que fosse este o resultado ao intervalo eis que, a um segundo do descanso Bruno César colocou os fundanenses na frente do marcador. Era um duro golpe para o que o Nogueirense tinha feito durante os primeiros 20 minutos.

Na segunda parte a Desportiva entrou melhor, passou a ser mais dominadora e, sobretudo, muito mais compenetrada em controlar o jogo, o adversário e, naturalmente, o resultado, que lhe era favorável. A qualidade dos jogadores fundanenses e a experiência adquirida nesta competição permitiu que o resultado voltasse a sofrer alteração, com um golo de Esquerda, quando se jogava o minuto 27,45. Este golo deu mais tranquilidade à equipa e conseguir desmoralizar a formação da casa.

Apesar de se notar que já não havia o mesmo discernimento dos homens do Nogueirense, que jogaram durante toda a primeira parte numa pressão constante sobre o adversário, sofrendo, por via disso, um grande desgaste, continuaram a querer mostrar que a classificação que ostentam não corresponde à valia da equipa, criando inúmeras situações de perigo junto da baliza de João Pedro, que conseguiu defender tudo o que lhe foi possível. Foi, por isso, com muita justiça que conseguiram marcar, quando falavam apenas 10 segundos para o fim o golo que deu maior equilíbrio e mais verdade sobre o que se passou dentro das quatro linhas.

A vitória ajusta-se, mas reconheça-se que foi obtida com muito espírito de sacrifício e alguma felicidade.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados