RCB/TuneIn
Segunda, 20 Ago 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
ALCAINS – 0 TOCHA – 3
O C.D.A voltou a perder, desta feita por três bolas a zero perante um adversário que em condições normais lhe é inteiramente acessível! E digo em condições normais porque esta turma não tem neste momento nem alma, nem chama ou sequer garra para contrariar a dinâmica de derrota em que se encontra! Isto para não falar da falta de qualidade cada vez mais visível no seio do plantel… Quem acabou por beneficiar deste estado de coisas foi o Tocha que venceu merecidamente…
Por João Perquilhas em 31 de Oct de 2009

Quando uma equipa perante o seu público permite que seja o adversário a tomar as rédeas do jogo sem esboçar reacção habilita-se sempre a perder o jogo. Mais uma vez o Alcains entrou mal no jogo e quando deu por si já perdia por uma bola a zero! O Tocha ameaçou logo no primeiro minuto e ficou em vantagem no decorrer do oitavo quando Da Costa, de calcanhar na pequena área atirou a contar. Tudo simples, tudo fácil!

É certo que os alcainenses reagiram e pouco depois tiveram o empate á sua mercê mas o remate de Ricardo Oliveira acabou por ser mal direccionado saindo ao lado, quando o guardião contrário estava fora dos postes. Foi a maior perdida ao longo de todo o encontro para os comandados de Maki, apesar de Salcedas ainda ter tentado a meia distância…

Apesar desta revolta caseira, eram os forasteiros que detinham o comando das operações e foi por isso sem surpresa que marcaram novamente. Aos 22`Estanqueiro lançou um rápido contra ataque pela direita e serviu Gonçalo na perfeição, para este à vontade fazer o dois a zero.

Este tento afundou ainda mais a exibição canarinha que só perto do intervalo voltou a criar frisson junto da baliza contrária. Caicedo rompeu pela direita, e já na área rematou cruzado para boa defesa de Mika. Na recarga Dércio rematou torto e o intervalo chegava assim com a desvantagem de duas bolas.

Na segunda metade esperávamos um Alcains mais dinâmico, mais audaz, mais pressionante em busca do prejuízo, mas não! Verdade que a nível defensivo os espaços até então dados aos homens mais adiantados do Tocha foram anulados, mas na ofensiva se as coisas estavam mal pior se tornaram, e isso sim é preocupante! Continuou a não haver ligação entre os sectores, com a maioria dos atletas a mostrarem-se perdidos dentro de campo e a tentarem a acção individual sempre condenada ao insucesso, em vez de apelarem ao colectivo para em conjunto ultrapassarem essa fase.

O Tocha com a vantagem alcançada na primeira metade era uma equipa tranquila, espreitava o contra golpe para elevar a contagem e viu essa sua atitude coroada de êxito com a obtenção do terceiro e último golo à passagem do minuto 71, desta vez da autoria do veloz Estanqueiro.

Era o sentenciar da partida… Sem qualquer força anímica o Alcains não conseguiu sequer voltar a incomodar o guardião contrário, pelo que a vitória assenta que nem uma luva à equipa forasteira…

No final do desafio Maki não fez comentários à imprensa porque ia haver logo de seguida uma reunião entre a equipa técnica e a Direcção no sentido de averiguar e/ou decidir o que fazer perante o quadro cada vez mais negativo. Será que haverá novidades nas próximas horas ou dias? Aguardemos…

A arbitragem de António Martins e seus pares não teve qualquer interferência no desenrolar do desafio, mas disciplinarmente voltou a estar mal, tal com há uma semana atrás em Castelo Branco.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados