RCB/TuneIn
Domingo, 07 Mar 2021
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
CULTURA
TORUN: CONCENTRAÇÃO MÁXIMA NO CORO MISTO DA BEIRA INTERIOR
Rádio Cova da Beira
A RCB continua a acompanhar em Torun (Polónia) o quinto concurso internacional de coros em homenagem a Copérnico, um dos filhos mais ilustres da terra. Esta segunda-feira o Coro Misto da Beira Interior (CMI) ovacionado, mais uma vez, em todas as provas que efectuou, submeteu-se à apreciação do júri em três das quatro categorias (sacra, pop/jazz e musicas populares com nova roupagem, como é o caso do fado).
Por Paulo Pinheiro & Paula Charro em 27 de Jun de 2017

Na sala, cada vez que é anunciado o Coro Misto, e até que todos os elementos se coloquem em palco para actuar, a assistência não se cansa de bater palmas, situação que se repte quando o grupo finaliza a prestação.

Foi uma tarde de muitas emoções com lágrimas a caírem nos rostos de alguns elementos do Coro, no final da actuação

“Significa um coro em concentração máxima durante oito a nove horas, sem tempo para almoçar, e isso é muito desgastante. As pessoas têm consciência que fizeram três provas excelentes, muito seguras e, à tarde, gostei de ver o coro mais liberto, mas com igual qualidade” refere o maestro do CMBI

Para Luís Cipriano, o dia foi muito positivo, “mas o júri é soberano e são os seus membros que decidem o resultado”, sublinha.

Esta terça-feira, o coro é testado numa prova que tem três peças contrastantes, ou seja, peças de épocas diferentes e estilos diversos “é uma prova onde o coro tentará mostrar possuir capacidade para fazer diferente estilos de programa. Nesta altura, é a prova mais perigosa porque as restantes já passaram. Agora há que descansar”, refere aquele responsável.

Está no coro há quase sete anos, já fez algumas viagens com o coro, inclusive à Polónia, mas é a primeira vez que participa numa competição “´é uma sensação indescritível que nunca vivi e que estou a adorar saborear”, refere um dos elementos tos do grupo, Pedro Lopes

“Nós unimo-nos muito e apoiamo-nos antes da actuação e depois quando saímos do palco com abraços, sorrisos, lágrimas de muita felicidade porque trabalhamos em equipa e isso é a maior dádiva” destaca.

Pedro Lopes espera que esta terça-feira seja um bom dia para o Coro Misto da Beira Interior e possa ter a sensação de receber medalhas “seria excelente porque todos trabalhámos imenso para que isso possa acontecer. Demos o nosso melhor”, declara.

Os 25 elementos esperam com ansiedade pela última prestação e pelos resultados finais do concurso, que devem ser conhecidos ao inicio da tarde deste dia 27 de Junho.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2021 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados