RCB/TuneIn
Segunda, 20 Ago 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL√ćTICA
S. MARTINHO À BEIRA DO ENTENDIMENTO
A junta e assembleia de freguesia de S. Martinho tomam posse no próximo dia dois de Novembro. Até lá, Vítor Tomás Ferreira espera chegar a um entendimento com o PS que viabilize o executivo.
Por Paula Brito em 28 de Oct de 2009

Em entrevista à RCB, Vítor Tomás Ferreira, eleito presidente da junta de freguesia de S. Martinho no passado dia 11, sem maioria absoluta, admite um entendimento com o Partido Socialista, “fizemos uma primeira abordagem e parece-me que há interesse que não se repitam os erros do passado porque as pessoas da freguesia é que são penalizadas”. Segundo o autarca “é consensual entre os eleitos encontrar um equilíbrio na junta que poderia funcionar como desde Março de 2009 em que o PS estava representado com um vogal na junta de freguesia”.

Em relação à assembleia de freguesia, “aí o PSD estará sempre em minoria, com 4 eleitos, tal como os 4 eleitos do PSD e um eleito da CDU”. Admitindo uma rotatividade na presidência da assembleia de freguesia entre PS e PSD, Vítor Tomás Ferreira exclui a CDU da negociação “devido à má experiência do passado”.

No próximo dia dois de Novembro se o entendimento falhar, “só me resta parar a reunião e definir com os nove eleitos o que fazer tendo em vista a legislação”. Um cenário que Vítor Tomás Ferreira não quer equacionar uma vez que “estou convencido que as pessoas estão primeiro que os partidos”.  


  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados