RCB/TuneIn
Segunda, 22 Jul 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
FUTEBOL: MODALIDADE "EM REVOLUÇÃO"?
Rádio Cova da Beira
A pouco mais de uma semana do início oficial da temporada 2017-2018 (1 de julho), e da entrada em vigor do video- árbitro, o Internacional Football Association Board (IFAB), órgão que tutela as regras do futebol no planeta, vai propor no próximo congresso da FIFA, dia 18 de março de 2018, um conjunto de propostas significativas no sentido de tornar a modalidade mais justa e atractiva para os adeptos.
Por Miguel Malaca em 23 de Jun de 2017

Conheça as principais alterações que o Internacional Board pretende apresentar.

 

A mais arrojada prende-se com o tempo de jogo.

 

O IFAB propõe reduzir o tempo regulamentar de 90 minutos para 60' úteis, com paragens do cronómetro sempre que existirem interrupções(a exemplo da maioria das modalidades de pavilhão).

Em alternativa poderá no entanto manter-se o actual figurino, mas será adoptado o referido modelo nos últimos 5 minutos da 1ª parte e 10' da segunda.

 

Outra alteração prevista está relacionada com a possibilidade de os jogadores passarem a bola a si próprios nas bolas paradas, como nos cantos e livres, o que aumentaria o ritmo dos encontros.

 

Para além disso, o IFAB quer também castigar quem "cortar" a bola com o braço em cima da linha de baliza com a atribuição de golo, em vez de marcar penalti.

 

O orgão composto por representantes da FIFA, deseja ainda apresentar mais três alterações:

 

Deixarem de ser permitidas recargas após a marcação de penaltis, ordenando a paragem imediata do jogo.

 

Penalizar com a marcação de penalti, o guarda-redes que toque com a mão uma bola após um passe deliberado de um colega de equipa ou de um lançamento lateral.

 

Expulsar directamente um jogador que marque um golo com a mão de forma deliberada.

 

 

De acordo com o Internacional Board, " estas propostas têm como objectivo provocar o debate e lançar um novo olhar sobre a forma como as leis podem melhorar o jogo", pode ler-se na missiva apresentada à comunicação social. 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados