RCB/TuneIn
Quinta, 03 Dez 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL�TICA
BELMONTE APROVA CONTAS CONSOLIDADAS
Rádio Cova da Beira
A câmara municipal de Belmonte aprovou por unanimidade o relatório das contas consolidadas da autarquia referentes ao ano passado. Os documentos estiveram em cima da mesa na reunião pública do executivo desta manhã e reflectem, diz António Dias Rocha, a mesma situação que faz parte das contas de gerência da câmara e da empresa municipal que já tinham sido aprovados em Abril.
Por Nuno Miguel em 23 de Jun de 2017
Em relação ao município, o autarca destaca a redução da dívida de curto prazo em cerca de 900 mil euros mas regista-se um aumento global do passivo na casa dos dois milhões de euros. Uma situação justificada com o diferendo que existem com a empresa “Águas do Tejo” e que continua a ser uma grande preocupação “essa é sem dúvida a nossa maior preocupação; temos de conversar com a empresa porque eu continuo plenamente convencido de que o contrato assinado com Belmonte não foi cumprido e por isso temos de negociar e chegar a um entendimento. Não é justo estarmos a pagar a água que nos é fornecida, o custo que pagamos por essa mesma água é um escândalo e nós próprios andamos a investir na área do saneamento quando devia ser a empresa a fazer esse trabalho. Ainda agora estamos a fazer um investimento de 80 mil euros em Carvalhal Formoso nessa área e há ainda muito por fazer. As águas têm de assumir as suas responsabilidades”.
Já em relação à empresa municipal de promoção e desenvolvimento social as contas do ano passado fecharam com um saldo positivo de 10 mil euros, contrariando uma tendência de saldos negativos que se registaram em 2014 e 2015. Uma tendência que António Dias Rocha espera ver consolidada ao longo dos próximos anos “desde que eu fui eleito como presidente da câmara municipal que o número de turistas aumentou 45 por cento. Só não vê isso quem não anda na rua. Queremos que essa tendência de aumento de continue a verificar e espero que os nossos empresários acreditem no concelho e invistam. Precisamos de mais espaços de restauração e mais camas para que os turistas aqui possam permanecer”. 

  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados