RCB/TuneIn
Sexta, 20 Set 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
3? DIVIS?O NACIONAL ? JORNADA CINCO
Os tr?s clubes do distrito de Castelo Branco que integram a s?rie D do Nacional da 3? divis?o acabaram os seus jogos com empates. Naturalmente que, ? melhor o empate do Alcains, por ter sido obtido fora de portas que aquele que Benfica e Penamacor cederam perante o seu p?blico.
Por José Joaquim Ribeiro em 25 de Oct de 2009
O jogo em castelo Branco teve oito golos e quatro grandes penalidades, das quais só três foram concretizadas e, para mal dos encarnados a que foi falhada obstou que os albicastrenses tivessem somado os três pontos. O Benfica teve uma boa prestação na primeira parte, período que lhe permitiu ganhar vantagem que ao intervalo parecia confortável. Os encarnados vencia por 3-1, com dois golos de Fabrício, um de grande penalidade e outro de Fixe, com Alex a apontar o golo dos forasteiros. Na segunda parte, dormindo sobre um resultado que, afinal, não estava feito, os benfiquistas permitiram que o Gândara desse a volta ao marcador, com três golos quase de rajada, primeiro por Leitão, depois por Pimpão e de novo Leitão, este de grande penalidade, colocando o resultado em 3-4. Os encarnados viriam a beneficiar de mais uma grande penalidade, a oito minutos do termo do encontro, que Fabrício converteu na igualdade e, a dois minutos do fim, novo penalti, agora com Miguel Vaz a ser chamado para converter e a falhar o que poderia ter sido o golo da vitória.

O Penamacor deu uma grande vantagem ao adversário desta tarde, deixando que o Mangualde marcasse o primeiro golo aos 13 minutos, por Miguel Ângelo e o segundo, aos 27’, por Eduardo. A perder por dois zero, foi necessário uma grande entrega e um final de muito empenho para que não tivesse acontecido mais uma derrota caseira. A ADEP reduziu, aos 39, por Ricardo Costa permitindo que ao intervalo o seu técnico alterasse o que porventura não estava a funcionar. O golo da igualdade foi obtido por João Paulo, aos 62 minutos. Bem tentou a ADEP chegar à vitória mas o Mangualde fechou-se bem e não permitiu que houvesse mais golos na partida.

O Alcains acabou por ser o clube do distrito a ter uma prestação que se pode considerar de positiva. A deslocação a Anadia não se antevia fácil e mais complicada ficou quando, logo aos quatro minutos, a equipa da casa se adiantou no marcador. Era um revés que fez alterar toda a estratégia montada, no entanto, a equipa reagiu bem, teve uma boa atitude e, quase com naturalidade, chegou ao tento da igualdade, num lance de grande penalidade, ocorrida aos 43 minutos e que José Miguel converteu em golo. Sendo um resultado positivo foi natural a aplicação dos jogadores do CDA na defesa deste resultado, não descurando, quando o adversário lhe permitia, tentar a sua sorte através de lances rápidos. Não foi possível mais foi possível a conquista de um ponto que pode vir ajudar a equipa a ganhar a confiança que lhe tem faltado em algumas partidas.

Em termos de tabela classificativa as coisas não estão nada favoráveis aos clubes do distrito, no entanto ainda só agora se fechou a 5ª ronda. A ADEP ocupa a 7ªÇ posição, com 6 pontos, o Benfica está no lugar a seguir com 5 pontos e o Alcains é um dos últimos com apenas dois pontos. No próximo fim de semana o Benfica vai jogar em Fornos o Penamacorense desloca-se a Soure e o Alcains recebe o Tocha, um adversário que conquistou nesta jornada a primeira vitória no campeonato, mas que tem apenas mais dois pontos que o CDA.

 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados