RCB/TuneIn
Segunda, 12 Abr 2021
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
CULTURA
SEGUNDO ENCONTRO DE TUNAS
O centro art?stico albicastrense promove esta noite, pelas 21:30, na sua sede, o segundo encontro de tunas acad?micas. O evento conta com a presen?a de quatro tunas: Artintuna Copitusa (Tuna da ESART), Estudantina Acad?mica de Castelo Branco, Arrebitatuna (Tuna Feminina da AEESE) e Tusald ? Real Tuna Acad?mica da Escola Superior Dr. Lopes Dias.
Por Paulo Pinheiro em 22 de Oct de 2009

Em palco vão estar várias dezenas de jovens estudantes que, de uma forma quase diária, dedicam algumas horas da sua vida à música, às melodias e às coreografias que só as tunas académicas apresentam.


A mais antiga das tunas que vão actuar no CAA é a Tusald que foi constituída no final de 2001 tendo-se estreado ao público, nas comemorações do 54º Aniversário da ESALD, a 7 de Junho de 2002. Muitos foram os estudantes que já passaram pela Tusald tendo deixado belas melodias, das quais se destaca o primeiro original intitulado "Ganda Estudo".


Em Dezembro de 2003 nascia a Artintuna Copitusa, a tuna da Escola Superior de Artes Aplicadas. Hoje, os tunos tocam e cantam sobretudo melodias da Beira e Zeca Afonso.
Foi no dia 12 de Janeiro de 2005 que um grupo de jovens raparigas da Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Castelo Branco se juntou com o objectivo de formar uma tuna, a ArrebitáTuna. Esta Tuna Feminina teve, desde o seu início, como objectivo dinamizar a vida académica tanto da Escola Superior de Educação de Castelo Branco como da própria cidade. Um sonho que tem crescido com muito esforço, dedicação, boa disposição e gosto pela música. Actualmente conta com 30 elementos que, em conjunto, lutam por levar a tuna cada vez mais longe defendendo sempre o mesmo ideal e a amizade que as une.


E é com músicas populares e originais que a ArrebitáTuna com grande alegria percorre Portugal em festivais, encontros, arraiais, festas populares, iniciativas de solidariedade, ou seja, todo o tipo de eventos onde o objectivo é dar a conhecer a todos o trabalho da tuna e a bela cidade de Castelo Branco que levam sempre no coração.


A Estudantina Académica de Castelo Branco foi fundada a 24 de Maio de 2006 e considera-se a tuna mais representativa da sua cidade. Já marcou presença em 12 festivais de tunas em Portugal e Espanha onde foi premiada 30 vezes. Em finais de 2007, a Estudantina apresentou o seu novo traje, adaptado do traje de maioral usado na região, no início do século XX, preservando assim as tradições e a memória de Castelo Branco.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2021 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados