RCB/TuneIn
Sábado, 06 Jun 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
“UM LABORATÓRIO VIVO DE ÂMBITO MUNDIAL”
Rádio Cova da Beira
É desta forma que o ministro da ciência e do ensino superior classifica o projecto do novo atlas europeu do vento, que está a decorrer na serra do Perdigão, em Vila Velha de Ródão.
Por Nuno Miguel em 27 de May de 2017
Manuel Heitor visitou ontem o projecto de mapeamento dos ventos e que pretende criar novas metodologias na avaliação e gestão dos recursos eólicos e onde sublinhou que este projecto “é um laboratório vivo e que mostra bem o trabalho científico em si; é uma experiência que levou mais de dez anos a montar, que hoje envolve mais de 300 investigadores em vários países e sem existir todo esse esforço não se produz novo conhecimento e só dessa forma se produzem novas investigações. O contínuo entre o trabalho de investigação que é feito nas universidades e centros de investigação e a aplicação local a aspectos de biodiversidade mostra bem o papel da ciência e este caso é um excelente exemplo disso”. 
Este projecto envolve um consórcio de instituições de oito países europeus e está a ser dinamizado desde Março de 2015. O valor global do investimento é superior a 13 milhões de euros e vai permitir actualizar o anterior atlas que data de 1989, como explica José Laginha Palma, coordenador do projecto “este trabalho vai estar disponível numa plataforma electrónica e com um detalhe que o anterior atlas não tinha; além disso vai ser acompanhado de metodologias de avaliação de recursos eólicos que nos permitem encontrar os locais para a instalação de geradores eólicos de forma a que eles consigam uma taxa de conversão de energia do vento em energia eléctrica maior do que a que existe com as máquinas actuais”. 

  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados