RCB/TuneIn
Terça, 26 Set 2017
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
REGULAMENTAR A PROSTITUIÇÃO: SIM OU NÃO?
Rádio Cova da Beira
Foi este o tema de um debate que decorreu na Covilhã no âmbito do projecto “feminismo no centro” em que está envolvida a associação “Coolabora”. Posições divergentes foram apresentadas sobre uma temática que ainda continua a ser encarada como um tabu em muitos sectores da sociedade.
Por Nuno Miguel em 19 de May de 2017

Fábio Pinto, representante da JS, mostrou-se a favor da regulamentação desta actividade e recordou a moção sobre o tema que foi aprovada no último congresso do Partido Socialista. Um passo que não significa a liberalização de todas as actividades relacionadas com o sexo “nós sabemos que hoje em dia esta questão da prostituição existe muito à margem e se nós a conseguimos retirar dessa marginalidade podemos encarar de frente todos os problemas que lhe estão associados e assim criar soluções por forma a resolve-los. Esta questão da regulamentação não significa uma total liberalização da actividade mas sim de que forma podemos atender a todas as carências que actualmente sentem as trabalhadoras e os trabalhadores ligados à actividade sexual”.  

 

Posição diferente foi defendida pela presidente da plataforma portuguesa para os direitos das mulheres. Alexandra Silva considera que a regulamentação da prostituição só vai reforçar a exploração das desigualdades, tal como sucedeu noutros países onde esse caminho foi seguido “as experiências que já existem tem tido resultados negativos, tanto para as mulheres que estão na prostituição como tem vindo a agravar a problemática do tráfico de seres humanos para exploração sexual. Essa é uma questão que nunca pode ser esquecida e que eu muito sinceramente não vejo como é que pode ser resolvida”.  

 

Os dois protagonistas têm no entanto uma posição convergente; é necessário que a questão entre no debate público e que os partidos políticos tomem uma posição clara sobre qual o caminho que deve ser seguido. 

 

 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2017 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados