RCB/TuneIn
S√°bado, 20 Jul 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
4? JORNADA DO DISTRITAL DE CASTELO BRANCO
Mais uma jornada com tr?s goleadas, desta feita com os vencedores a marcar quatro golos cada, o ?guias do Moradal em Vila de Rei, o Teixosense ao Unhais da Serra e o Valverde ? Lardosa.
Por José Joaquim Ribeiro em 18 de Oct de 2009
O tão aguardado derby do concelho do Fundão frustrou aqueles que imaginavam que este seria um jogo diferente dos outros. Não. Este foi igual a muitos outros e, a haver frustração só mesmo por não ter havido golos.

O jogo entre Desportiva do Fundão e Atalaia do Campo esteve envolto numa triste situação, ocorrida de véspera. Gabriel Mariano, que durante muito anos serviu a Desportiva do Fundão, como seu dirigente muito empenhado, e pai do actual técnico da Atalaia do Campo, Joca, deixou-nos, após prolongada doença. No preciso momento que se jogava esta partida estavam a decorrer as cerimónias fúnebres. Em memória de Gabriel Mariano, foi assinalado um minuto de silêncio, que todos respeitaram.

A partida começou por ser dividida, com as duas equipas empenhadas em controlarem as operações a meio campo. Esta postura táctica resultava, obviamente, na falta de soluções para que o jogo se resolvesse junto das áreas. Foi certamente por esse motivo que no final da contenda não foram contabilizados golos para qualquer das equipas, no entanto, pelos relatos que nos chegaram a Atalaia este bem mais próximo de conseguir o golo. Foi mais ofensiva, na segunda parte, teve mais controlo do jogo e chegou a introduzir a bola na baliza fundanense, num lance que Márcio Lopes terá considerado de forma irregular. Os analistas presentes não tiveram a mesma opinião. Em suma, este jogo foi ultrapassado sem que os dois conjuntos perdessem os objectivos classificativos.

No outro jogo que se antevia de muito complicado, a equipa do Pedrógão foi a Cernache do Bom Jardim surpreender a formação do Vitória. A turma do concelho de Penamacor conseguiu ainda na primeira parte adiantar-se no marcador, aguentou a natural pressão da equipa de Simões Gapo e, na segunda, Fábio Portugal, com a obtenção do segundo golo, arrumou a questão a favor dos comandados de Xana. Tratando-se de uma partida que era de grau de dificuldade muito elevada, a equipa de Pedrógão de S. Pedro deu um passo muito importante nos seus objectivos, já o Vitória terá saboreado neste encontro o veneno com que se desenvencilhou da partida em Atalaia do Campo, oito dias antes, onde venceu pelos mesmos números.

Em Oleiros a equipa da casa começou forte, chegou com alguma facilidade ao 2-0, mas depois de ter obtido este resultado ter-se-à acomodado. O cómodo foi de tal modo que o Proença teve as condições necessárias para chegar à igualdade. Foi já em período de descontos que a equipa de José Ramalho conseguiu obter o golo que lhe permitiu somar os três pontos. Foi um aviso que os atletas de Oleiros não vão querer que se repita no campeonato.

O Teixoso, depois da goleada que sofreu na semana passada no Estreito não podia esperar um adversário melhor para se recompor. A vitima foi o Unhais da Serra. Os jovens serranos uma vez mais não tiveram argumentos para se oporem a este adversário. Desta feita a goleada sofrida foi de 4-0 e após quatro jogos o Unhais já sofreu 22 golos, contra apenas dois marcados o que por si só dá bem a ideia de como esta equipa foi preparada para disputar o distrital. Obviamente que as indecisões tardias pagam-se caro. O Unhais decidiu-se tarde em participar no campeonato e depois já não conseguiu encontrar os atletas que pudessem dar mais força e maturidade à equipa. Quem disso não teve culpa foi o Teixosense que nesta partida conseguiu marcar quatro golos e somar a sua terceira vitória no campeonato.

Em Vila de Rei esperava-se mais da equipa do Vilarregense. É bem certo que o adversário era e é poderoso, no entanto, perante o seu público era expectável que não deixassem que o Águias do Moradal ali chegasse, se impusesse e acaba-se por obter uma goleada. Á distância, a leitura que se pode fazer só pode ser uma: a equipa de António Belo está muitíssimo forte, nas quatro partida realizadas terminou três com goleada ( 7-1 ao Unhais, 4-0 ao Teixoso e novamente 4-0 ao Vilarregense) sendo por isso a equipa mais concretizadora do campeonato, com 16 golos obtidos. É obra !

Em Valverde aconteceu, também goleada. A equipa de Micas venceu por 4-1 e o que se pode dizer é que o resultado traduz exactamente a diferença de valores entre os dois conjuntos. O Valverde entrou forte, conseguiu chegar ao 2-0, mas depois adormeceu à sombra dos golos obtidos, originando, por via disso, uma reacção da Lardosa, que teve oportunidade para marcar o tento de honra. O aviso foi bem entendido pelos homens da casa que depressa se recompuseram e marcaram mais dois golos, concluído com um justo 4-1, numa partida muito mal jogada por ambos os contendores.

Na frente do campeonato ficou agora isolada a equipa fundanense da Desportiva, com 10 pontos, seguida de um trio composto por Moradal, Teixosense e V. Sernache, com 9 pontos, Pedrógão tem 8 e Atalaia e Valverde, seguem na 6ª posição com 7 pontos.

No próximo fim de semana o jogo da jornada joga-se na Atalaia do Campo, entre a equipa da casa e o Pedrógão, mas as deslocações do Fundão ao Teixoso e do Valverde ao Estreito são também jogos a considerar.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados