RCB/TuneIn
Quinta, 18 Out 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
CMC DEBATE DINAMIZAÇÃO DE PERCURSOS
Rádio Cova da Beira
A federação de desportos de inverno de Portugal espera que a câmara da Covilhã possa vir a integrar uma parceria em que também está envolvida a federação de campismo e caravanismo tendo em vista uma maior rentabilização turística dos trilhos pedestres da Serra da Estrela.
Por Nuno Miguel em 30 de Apr de 2017
A questão foi levantada na última reunião pública do executivo covilhanense pelo vereador do PSD. Joaquim Matias refere que é necessário encontrar uma estratégia para dinamizar esses percursos sendo que alguns deles só podem ser utilizados por um número limitado de pessoas “eu penso que era muito importante que nós pudéssemos fazer um trabalho em relação aos trilhos e caminhos do maciço central, em que pudesse estar envolvida a direcção do parque natural e o ICNF, no sentido de todos aqueles que visitam a serra terem à disposição esta mais valia uma vez que eu tenho uma informação, que não sei se é fidedigna, que há trilhos que não podem ser utilizados por todas as pessoas, invocando as questões da fauna e da flora. Era importante inverter isto porque temos turistas na altura da neve mas podemos tê-los todo o ano”.  
Pedro Farromba, líder da bancada do MAC e que também preside à federação de desportos de inverno, refere que o organismo já reuniu a esse propósito com a direcção do parque natural da Serra da Estrela e pretende apresentar um projecto de dinamização desses percursos em que a autarquia também pode estar envolvida “já tivemos uma reunião, que espero que seja a primeira de muitas, no sentido de alterar algumas coisas. Aquilo que nós pretendemos é criar equilíbrios entre as potencialidades que existem e a sua melhor rentabilização porque não queremos criar uns muros à volta da serra para ninguém lá entrar. Esse é um trabalho que deve ser feito por todos e em breve irei apresentar uma proposta para o município se associar a um projecto que vamos procurar desenvolver”.
Já o presidente da câmara da Covilhã refere que será sempre necessário encontrar um ponto de equilíbrio entre a dinamização turística destes percursos e a preservação do ambiente. Uma questão, que de acordo com Vítor Pereira, também está incluída na candidatura da Serra da Estrela a geoparque da Unesco “no âmbito dessa candidatura essa questão já foi objecto de discussão, sendo certo que tem que se gerar um equilíbrio entre aquilo que é a defesa de uma reserva importante e ao mesmo tempo o direito que os nossos cidadãos têm de usufruir desta potencialidade. Naturalmente que estaremos sempre disponíveis para avaliar qualquer proposta no sentido de potenciar cada vez aquilo que temos, desde que a questão ambiental seja também valorizada”. 
Uma questão levantada a propósito da integração da Covilhã na nova federação nacional dos Caminhos de Santiago, cuja proposta foi aprovada por unanimidade.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados