RCB/TuneIn
Quinta, 28 Out 2021
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
FUNDÃO: ANTÓNIO MADALENA VENCE ELEIÇÕES NA ADEGA
Rádio Cova da Beira
António Madalena foi eleito este sábado o novo presidente da direcção da Adega Cooperativa do Fundão. A lista B que liderou obteve 122 votos contra os 70 recolhidos pela lista encabeçada pelo actual presidente Albertino Nunes. Registaram-se dois votos em branco.
Por Paulo Pinheiro em 29 de Apr de 2017

Outras da categoria:

As eleições deste sábado realizaram-se na sequência do empate registada no dia 31 de Março entre ambas as listas. (ver noticia http://www.rcb-radiocovadabeira.pt/pag/37635).

Este sábado, o acto eleitoral registou ainda maior adesão de sócios, presencialmente votaram 110 e por correspondência 84.

No final da contagem dos votos, António Madalena não escondia a satisfação pelo resultado obtido e reafirmou o grande objectivo prometido ao associados 

"Estamos alegres e entusiasmados e quero dar os parabéns á adega e ao grupo de trabalho que contribui para o sucesso e há um espírito de missão para o qual estamos mentalizados e temos com objectivo fundamental conseguir melhorar o preço da uva aos sócios e isso consegue-se trabalhando. Temos uma linha estratégica definida onde existem situações que poderemos ter controlo directo, é uma área onde iremos actuar, e sermos competitivos no sector da comercialização projectando o nosso vinho e o nome do Fundão. Queremos ser mais profissionais puxar pelos profissionais desta casa porque eles são o garante e a força para levar a adega a atingir estes objectivos”. António Madalena foi durante 22 anos enólogo da Adega do Fundão, entrou em 1992 e saiu em 2013.

Albertino Nunes, ligado à adega há duas décadas aceitou o resultado e deu os parabéns aos vencedores  

“Quero felicitar os vencedores, aceito, como sempre, as regras do jogo, e os sócios são soberanos. Desejo as maiores felicidades aos novos responsáveis e que cumpram com aquilo que disseram que eu cá estarei para acompanhar.  O meu interesse é que tudo na adega corra bem. Como sócio gostaria que as uvas na adega fossem mais bem pagas mas se os preços não subirem nos hipermercados não vejo saída para isso. Muita gente critica o facto de os sócios não trazerem as uvas para a adega, mas a verdade é que muitas pessoas deixaram de produzir uvas. Não saio com mágoa”.

Ainda não está marcada a tomada de posse dos novos órgãos sociais. 

 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2021 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados