RCB/TuneIn
Domingo, 23 Fev 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
CULTURA
FESTIVAL DE REGRESSO
Rádio Cova da Beira
Depois de um interregno de dois anos, está de regresso o festival de dança e movimento contemporâneo. O “Contra Dança” é novamente organizado pela associação de teatro de outras artes. São 23 espectáculos, quatro deles direccionados para crianças, dois concertos e uma exposição.
Por Nuno Miguel em 29 de Apr de 2017
Apesar da paragem em 2015 e 2016, o grande objectivo continua a ser mostrar na região o que se faz de melhor em várias áreas de criação artística, como refere o presidente da Asta “é um festival pluridisciplinar porque continua a abordar diversas áreas artísticas e o nosso objectivo continua a ser trazer ao nosso concelho os trabalhos mais recentes que são desenvolvidos a nível nacional e internacional em áreas como a dança, performance, instalações, música e exposições e parece-nos que esta combinação é muito pertinente”. 
Com um orçamento de 88 mil euros o “Contradança” não se realizou nos últimos dois anos devido à falta de apoios financeiros. Sérgio Novo refere que o seu regresso foi possível depois de uma candidatura apresentada no ano passado à direcção geral das artes que foi aprovada no valor de 30 mil euros “durante dois anos não conseguimos qualquer apoio para a sua realização e estamos a falar de um festival que implica verbas avultadas. No ano passado quando abriram os concursos pontuais por parte da DGA nós submetemos este projecto, que veio a ser apoiado, e então partimos para a sua organização”. 
O teatro municipal da Covilhã vai acolher a maioria dos espectáculos, mas há também apresentações previstas na praça do município e no espaço “New Hand Lab”. Quanto à continuidade do festival, Sérgio Novo sublinha que essa situação estará sempre dependente dos apoios financeiros “é muito complicado garantir isso porque a organização deste festival obriga sempre a um investimento avultado; por exemplo ao nível da presença dos grupos ronda os 26 mil euros sem contabilizar as despesas de alojamento, alimentação, transportes e toda a gestão interna de produção. Só reunindo todas essas condições é que podemos pensar na organização de uma nona edição”.  
A realização de workshop´s de teatro e de dança aérea, uma feira do livro e um “mercado negro” para a compra e venda de produtos usados são algumas das actividades complementares do programa do “Contra Dança”, que vai contar com a participação de grupos de Portugal, Espanha, França e Alemanha.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados