RCB/TuneIn
Segunda, 20 Nov 2017
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
“VAMOS AGUARDAR COM SERENIDADE A DECISÃO DO TRIBUNAL”
Rádio Cova da Beira
Está envolta em polémica a instalação da nova sede da comunidade intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela. A câmara da Guarda avançou para a requalificação do antigo edifício dos paços do concelho para ali instalar o organismo mas o tribunal administrativo e fiscal de Castelo Branco aceitou uma acção cautelar, com efeitos suspensivos, interposta por um grupo de cidadãos com o objectivo de travar algumas intervenções que estão a ser feitas no edifício.
Por Nuno Miguel em 21 de Apr de 2017
Carlos Chaves Monteiro, vice presidente da câmara da Guarda, garante que a contestação a esta acção vai ser entregue em breve “os cidadãos tem ao seu alcance instrumentos jurídicos que podem ser usados, como é este o caso, mas na nossa análise prévia e com o cumprimentos das normas que justificam a intervenção no património não há nenhuma razão para que a mesma proceda. Os nossos técnicos já estiveram no gabinete do nosso advogado e dentro do prazo vamos tomar a posição que o assunto merece e que também o tribunal exige”.  
O autarca acrescenta que a intervenção que está a ser efectuada, que consiste na demolição de uma parede interior e na retirada de uma protecção na zona da entrada, foi avaliada do ponto de vista técnico e não foi encontrada nenhuma irregularidade “nós avaliámos todo o processo do ponto de vista técnico e jurídico e não há nenhuma violação nem dos regulamentos nem da lei na obra que estamos a executar, até atendendo ao que está peticionado. Como tal entendemos que não há nenhum interesse jurídico relevante, as obras estão tecnicamente validadas e vamos aguardar com serenidade as decisões do tribunal”.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2017 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados