RCB/TuneIn
Quinta, 27 Abr 2017
PUB
RCB
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
CANDIDATURA “MAIS DO MESMO”
Rádio Cova da Beira
O candidato do PS à câmara municipal da Covilhã considera que o anúncio de que Carlos Pinto vai concorrer, como independente, à presidência da autarquia “depois de rejeitado pelo seu próprio partido, quer pelas estruturas da Covilhã quer pelas estruturas nacionais” quer significar um regresso ao passado.
Por Nuno Miguel em 20 de Apr de 2017
Em comunicado, Vítor Pereira sublinha que “apesar de reformado e de, no final do mandato, ter exigido à câmara municipal quarenta mil euros para reintegração na vida activa, ele quer mesmo é voltar ao passado quando deixou a câmara da Covilhã presa por arames”. O candidato socialista sustenta que “o povo já condenou a política do despesismo desenfreado, da péssima gestão financeira e do endividamento excessivo, da celebração de negócios ruinosos, do desperdício de fundos comunitários, da agressividade e isolamento”. 
De acordo com Vítor Pereira o aparecimento de Carlos Pinto nesta corrida eleitoral significa “ mais uma candidatura que seguiremos com atenção, sem nos desviarmos do nosso rumo e dos nossos objectivos e sem alimentarmos polémicas tão desejadas por outros, mas também sem receio do confronto de ideias”, mostrando-se convicto de que no dia um de Outubro os cidadãos do concelho da Covilhã vão renovar a confiança na equipa do PS.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2017 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados