RCB/TuneIn
Quinta, 17 Out 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
CULTURA
LADAINHAS NO TORTOSENDO
Rádio Cova da Beira
A Liga dos Amigos do Tortosendo está a dinamizar mais uma atividade que pretende reafirmar o património cultural daquela vila. Esta sexta-feira e sábado,pelas 23:00H, com início junto à Casa das Almas, o Cantar das Ladainhas é retomado naquela vila do concelho da Covilhã através da Liga dos Amigos do Tortosendo( LAT)
Por Paulo Pinheiro em 24 de Mar de 2017
Há cerca de duas décadas que o cantar das Ladainhas da Paixão não tinha lugar no Tortosendo.  A LAT tomou em mãos mais este projecto e vai reavivar esta expressão cultural. A origem de uma procissão constituída exclusivamente por homens cobertos por vestes negras e entoando, no início da madrugada, a letra da Ladainha da Paixão remonta há centenas de anos. No Tortosendo, a extinta Irmandade das Almas do Purgatório, promovia este tipo de expressão com matriz religiosa, mas com forte suporte pagão.

 

Por pertencer ao património cultural da freguesia, “a Liga dos Amigos do Tortosendo decidiu encetar todos os esforços para retomar esta tradição que decorria sempre na semana antecedente à Procissão dos Passos”, começa por explicar Eduardo Alves, presidente da direção da LAT. “Trata-se de um grupo de homens que iniciam a sua declamação na Igreja Matriz, cerca de 23 horas, e percorrem as principais artérias da vila, passando pelas pequenas capelinhas colocadas nessas vias, os ditos Passos, até à Capela do Calvário”, sublinha. O grupo regressa depois por um percurso semelhante à Igreja Matriz onde termina esta manifestação cultural. “A Liga dos Amigos do Tortosendo tem vindo, ao longo dos seus 27 anos de actividade, a pugnar pela identificação, estudo, recuperação e valorização do património cultural e social da nossa freguesia. É cada vez mais importante reafirmar as marcas identitárias que são património de todos”, atesta o presidente daquele organismo.

“Foi com um profundo sentido de responsabilidade e com uma grande alegria que várias dezenas de homens aceitaram o nosso convite e estamos a preparar todos os pormenores para que nos dias 24 e 25 de Março levemos por diante este desafio”, diz Eduardo Alves. Segundo a Liga, o cantar das Ladainhas da Paixão vai permitir abrir a porta à recuperação “de um vasto espólio cultural que se relaciona com o período quaresmal”. A aposta nas riquezas culturais “é uma forma efectiva de promoção da nossa terra e da valorização das suas gentes, mas é também uma forma de mostrar as capacidades intrínsecas das organizações culturais e cívicas no desenvolvimento do território. Esperamos retirar do silêncio de mais de duas décadas uma expressão cultural com um profundo impacto nos nossos conterrâneos. Esta é uma expressão popular muito própria da nossa terra e que decorre neste período da Quaresma”, remata.

“De todas as tradições tortosendenses, sem dúvida que as do ciclo quaresmal são das mais enraizadas”, lembra o professor e historiador Ricardo Fidalgo. O estudo que está a ser desenvolvido por este tortosendense, também membro da direcção da LAT não se vai ficar pelo apoio na recuperação desta expressão cultural. A Liga estuda já outros campos e outras mostras culturais, nomeadamente as que respeitam às antigas irmandades. “De todas estas tradições, mais ou menos incentivadas pela Igreja, algumas eram enquadradas canonicamente pela Irmandade das Almas do Purgatório, instituida na Igreja Paroquial de Nossa Senhora da Oliveira, pelo menos, desde o século XVII. Tal é o caso das que agora recriamos: as Ladainhas da Paixão.”, refere ainda Ricardo Fidalgo.

 

De entre os pontos de maior destaque para se poder observar esta expressão cultural está a Praça da Liberdade, a Rua Direita, a Capela de Nossa Senhora do Rosário e a Capela do Calvário. Pontos por onde vai passar este cortejo esta sexta-feira e sábado, dias 24 e 25 de Março, entre as 23 e as 00 horas. 

  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados