RCB/TuneIn
Quarta, 11 Dez 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
“NÃO VAMOS BAIXAR OS BRAÇOS”
Rádio Cova da Beira
O presidente da união de freguesias do Teixoso e do Sarzedo quer ver debatido, no plenário da Assembleia da República, o eventual encerramento da agência da caixa geral de depósitos que se encontra a funcionar naquela vila há 28 anos.
Por Nuno Miguel em 28 de Feb de 2017

Outras da categoria:

No final da reunião extraordinária da assembleia de freguesia, que juntou no último sábado várias centenas de pessoas no largo da Igreja, José Valério refere que continua a decorrer um abaixo assinado nesse sentido que está muito perto de chegar às quatro mil assinaturas “neste momento já estamos perto das 3700 assinaturas e não vamos parar até termos as cinco mil para irmos com a população à Assembleia da República e provar que estamos no interior mas somos seres humanos. E eu garanto-lhe que se a agência do Teixoso encerrar toda esta gente vai retirar as contas da caixa nem que para isso seja eu a levá-las a outro banco para fazerem isso”.

Para que a proposta possa ser debatida é necessário recolher cinco mil assinaturas e o presidente da assembleia de freguesia deixou um forte apelo à mobilização dos cidadãos para alcançar esse número. Paulo Silvino afirmou ainda que o Teixoso está disponível para receber o funcionamento de uma agência de outra instituição bancária mas a luta pela defesa da caixa não vai parar “nós queremos que outro banco se possa instalar na nossa freguesia mas queremos também manter a caixa; esta instituição faz parte da família de toda esta população e vamos lutar até ao limite das nossas forças para que toda esta gente não fique desprotegida e perca este serviço”.

Por parte da bancada do PS, Pedro Pais sublinha que a adesão da população a esta iniciativa prova que os teixosenses não vão deixar de lutar pela manutenção deste serviço “só quando esta agência estiver encerrada e sem funcionários é que nós iremos baixar os braços; a manifestação popular que hoje aqui houve deixa-nos ainda com mais força para combater aquilo que é um atropelo aos direitos dos cidadãos a à clivagem que assistimos cada vez mais entre o litoral e o interior”.

Luís Pais, da bancada do PSD, sublinha que o eventual encerramento deste serviço significa uma forte machadada no fomento da economia local de toda a comunidade “quando estamos a falar de manter a economia a funcionar é muito triste estarmos confrontados com uma situação destas. Eu quero acreditar que não vamos ser penalizados mais uma vez com decisões de fechar serviços no interior e vamos lutar até ao fim para que a caixa não feche”.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados