RCB/TuneIn
Sábado, 21 Out 2017
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
CMF: QUESTÕES DA SAÚDE NOVAMENTE EM ANÁLISE
Rádio Cova da Beira
Paulo Fernandes solicitou novamente a marcação de uma reunião ao secretário de estado da saúde com o intuito de saber o ponto de situação quanto à instalação do serviço de medicina nuclear no hospital do Fundão.
Por Nuno Miguel em 03 de Feb de 2017

A questão voltou a estar em cima da mesa na última reunião pública do executivo onde, depois de uma recente visita de Manuel Delgado à região, a bancada do PS, por intermédio de António Quelhas, quis conhecer quais os desenvolvimentos nesse processo “nós queríamos tentar perceber se a medicina nuclear vem ou não? Já há conclusões do estudo técnico que foi elaborado? Na última reunião do executivo o senhor presidente disse que havia um relatório técnico que iria servir de base da localização à instalação desses serviços e por isso era importante saber o que se passa”.

Na resposta o presidente da câmara do Fundão referiu que já foi solicitada novamente uma reunião a Manuel Delgado, depois de conhecido o relatório de avaliação técnica que aponta para a criação desse serviço “neste momento a sua criação até é uma posição conjunta da CIM e dos municípios que integram o centro hospitalar da Cova da Beira. Nós estamos na expectativa de que essa reunião seja marcada e ai perceber, de uma forma mais clara, qual é a intenção do governo relativamente ao futuro destas valências que todos reconhecem que são muito importantes para a região”. 

Nesse encontro com Manuel Delgado, o presidente da câmara do Fundão quer ainda esclarecer algumas dúvidas que persistem relativamente ao processo de criação da unidade local de saúde da Cova da Beira “fiquei com algumas dúvidas se esse processo vai avançar rapidamente; a sensação com que fiquei é que a questão está relacionada com o financiamento que geralmente é sempre um problema nestas questões. Sabemos que existe, há muitos anos a esta parte, um défice de financiamento muito elevado do centro hospitalar  e parece-me que nesta momento a criação da ULS se prende mais com a área das finanças do que com a área da saúde”.

Ainda na área da saúde, o presidente da câmara do Fundão considera que a chegada de dois novos médicos de família ao concelho, para ocupar vagas que foram deixadas em aberto nos últimos meses, vai permitir assegurar a normalidade dos serviços prestados às populações “fomos informados que as duas vagas existentes já foram preenchidas e esperamos que agora passe a haver alguma normalidade. Sabemos bem que o sistema tem algumas fragilidades e por isso não vamos embandeirar em arco e dizer que o problema está resolvido. O preenchimento destas vagas é uma boa notícia mas que no fundo vem permitir alguma estabilização em termos daquilo que é a oferta no nosso concelho ao nível dos cuidados de saúde primários”.

Paulo Fernandes mostrou-se ainda satisfeito com a reabertura da farmácia de Alpedrinha e espera que este processo tenha ficado encerrado de uma vez por todas. 

  Redes Sociais   Facebook

2007—2017 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados