RCB/TuneIn
Quarta, 17 Jul 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
IDANHA CANDIDATA CICLO PASCAL A PATRIMÓNIO IMATERIAL DA UNESCO
Rádio Cova da Beira
A câmara municipal de Idanha a Nova vai apresentar a candidatura do ciclo pascal do concelho a património imaterial da UNESCO. A apresentação está marcada para a próxima quinta-feira no âmbito das comemorações dos 20 anos do Centro Cultural Raiano. O aniversário vai ainda ser assinalado com a apresentação do projecto de alargamento do edifício da autoria de Marçal Grilo, o arquitecto que o projectou há 20 anos atrás.
Por Paula Brito em 31 de Jan de 2017

Outras da categoria:

Hoje, o Centro Cultural Raiano é segundo Armindo Jacinto, muito mais do que uma sala de espectáculos “hoje o CCR é o cérebro de todo um trabalho que a câmara municipal, desde há 20 anos, tem vindo a fazer na promoção cultural, no desenvolvimento cultural, social, económico. Todas as candidaturas, a geoparque, a cidade criativa da Unesco, a reserva biosfera e esta que estamos a fazer, e muitos mais trabalhos, nasceram porque apareceu o CCR que tem hoje um conjunto de talentos no terreno, antropólogos, arqueólogos, gente na área da geologia, da história, da conservação, do restauro, da arte, da economia, da gestão… É um cérebro que trabalha todos os dias para o desenvolvimento de Idanha a Nova”. Segundo o autarca idanhense “esta ampliação vai ao encontro do que foi o Centro Cultural Raino que, tendo uma grande dimensão para a época, hoje já é pequeno para aquilo que alberga”.

Antes da apresentação do projecto da ampliação do edifício, no salão nobre dos paços do concelho será apresentada a candidatura do ciclo pascal do concelho a património imaterial da Unesco. “Há muito tempo que andamos a trabalhar esta candidatura com um conjunto de especialistas nesta matéria, temos feito uma inventariação muito profunda das tradições ligadas ao ciclo pascal e à quaresma, já fizemos a apresentação ao ministro da cultura, vamos agora apresenta-la à comissão nacional da Unesco para ser inscrita na lista de boas práticas do património imaterial da Unesco”.

As comemorações dos 20 anos do Centro Cultural Raiano de Idanha a Nova ficam também marcadas pela assinatura do memorando entre a câmara municipal, o governo e o Turismo de Portugal, que vai permitir o lançamento do concurso internacional para a recuperação da casa de Marrocos, na aldeia histórica de Idanha a Velha. Armindo Jacinto está confiante no sucesso do concurso “obviamente, já há vários interessados, o projecto foi muito bem preparado em termos de projecto hoteleiro, os custos são muito controlados de modo a que permita uma boa viabilidade económica”.

O dia das comemorações dos 20 anos do Centro Cultural Raiano termina com o espectáculo, “Todas as noutes passadas” de Filipe Faria com a companhia de dança de Almada, às 21h.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados