RCB/TuneIn
Quarta, 20 Out 2021
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL�TICA
"EM SALVADOR ATÉ MORRER É DIFÍCIL"
Rádio Cova da Beira
A expressão foi utilizada pelo vereador da oposição, Vítor Gabriel, na última reunião pública do executivo da câmara municipal de Penamacor. O autarca do movimento "Juntos Por Penamacor" considera que "nos últimos três anos o executivo descurou as intervenções urgentes nas freguesias apostando na realização de obras de requalificação na sede do concelho.
Por Paulo Pinheiro em 30 de Dec de 2016

Vítor Gabriel tem ouvido queixas de diversos presidentes de juntas de freguesia do concelho de dá como exemplo um problema existente na sua terra natal, Salvador. Se a rua da sede da junta está degradada o que dizer da rua do cemitério

"É uma situação calamitosa. Costumo dizer que em Salvador até morrer é difícil, o percurso é medonho . É chagada a altura de fazer alguma coisa e para além destas obras dos milhões, na vila de Penamacor,  devemos concentrar-nos também em obras mais pequenas que as pessoas precisam porque dizem directamente respeito àquelas que são as suas condições de vida. Espero que até final deste mandato haja oportunidade de atender a essa pequenas grandes obras" , disse o autarca.

Reconhecendo que a rua da Canadinha (rua do cemitério), em Salvador, é uma das artérias que se encontra em pior estado no concelho, o presidente da câmara municipal lembrou que para além da redução em mais de 50% da despesa da autarquia, a câmara não deixou de efetuar obras nas freguesias e deu como exemplo a ampliação do cemitério em Salvador "não fazia sentido reparar a rua antes de concluirmos as obras no cemitério", frisou o edil.

No entanto, António Beites tinha uma informação, ou presente, para o vereador da oposição"

"Entenda isto como um conforte natalício, mas realista porque pretendemos em Janeiro de 2017 tratar do projeto e até final do primeiro trimestre lançar a obra a concurso para requalificar em termos de infra-estruturas e pavimento a área central da freguesia de Salvador que irá culminar com a reparação da rua do cemitério, que está num estado lastimável sendo das piores ruas do concelho de Penamacor", sublinhou o presidente da câmara municipal.

Antes, o vereador Pedro Folgado, da oposição tinha colocado em evidência o mau estado da rua onde se situa a junta de freguesia de Pedrógão, a degradação do imóvel da Casa do Teatro e a situação da ponte de Bemposta.

Sobre a Casa do Teatro, após reunião com a Direção Regional de Cultura do Centro, "foram tomadas as medidas para acautelar a segurança das pessoas e bens na via pública, desde que ninguém viole o perímetro de segurança ali colocado ", assegurou António Beites, que anunciou que a câmara vai avançar com o processo de reconhecimento de interesse municipal do imóvel. Garantindo que a autarquia pretende também intervir na rua principal de Pedrógão, o chefe do executivo lembrou que naquela freguesia a autarquia efectuou, por exemplo, a requalificamos o complexo desportivo, com um piso sintético,  intervimos num bairro e nos depósitos da aldeia". 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2021 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados