RCB/TuneIn
Sábado, 07 Dez 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
FALECEU ANTÓNIO MENDES FERNANDES
Rádio Cova da Beira
Faleceu esta segunda-feira o cónego António Mendes Fernandes. Sacerdote, natural da Soalheira, faria hoje, 27 dezembro, 99 anos. Em 1929 ingressa no Seminário da Guarda, onde conclui o Curso de Teologia em 1940.
Por Paulo Pinheiro em 27 de Dec de 2016

Exerceu funções de prefeito e professor no Seminário da Guarda até 1950. Frequentou a Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma, onde se doutorou em Direito Canónico. No seu regresso a Portugal, trabalhou como Defensor do Vínculo e Promotor da Justiça no Tribunal Diocesano. Em Dezembro de 1963, assumiu a direcção do Centro Cultural e Social, e a direcção do semanário diocesano "Notícias da Covilhã". Nomeado Cónego e director Emérito do Centro Cultural e Social da Covilhã e Arcipreste Emérito da Covilhã. Residia no Tortosendo.

O funeral realiza-se esta quarta-feira, 28 dezembro, pelas 15:00H, na Igreja Matriz do Tortosendo seguindo depois para o cemitério da vila.

A Junta de Freguesia do Tortosendo  refere que António Mendes Fernandes foi "Homem bom e sempre pronto a ajudar, promoveu os valores e os direitos do Homem com base na justiça e na solidariedade. Durante longos anos, foi um distinto director do Notícias da Covilhã e marcou com a sua inteligência rumos novos para esse semanário".

 

A Liga dos Amigos do Tortosendo, através do seu presidente, declara a propósito da morte de António Mendes Fernandes :

 

 Mendes Fernandes, uma figura exemplar

 

 

António Mendes Fernandes foi uma figura exemplar em diversas áreas. O seu desaparecimento constitui uma perda irreparável para o Tortosendo, freguesia que o adoptou desde há décadas e onde desenvolveu grande parte do seu sacerdócio e obras pensadas para a comunidade.

O sorriso constante, marca de um coração afectuoso, era complementar a um conjunto de vontades fortes que lhe conferiam uma personalidade determinada e construtora. Um dinamizador do ensino, do voluntariado, da cultura, da cidadania e do jornalismo. Natural da Soalheira, passou pelo Seminário do Fundão, onde foi colega de Vergílio Ferreira, também pelo Seminário da Guarda, onde foi prefeito e professor e doutorou-se em Direito Canónico na Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma.

Um homem a quem se deve o impulso essencial do Centro Cultural e Social da Covilhã, uma vastíssima obra de apoio social e cultural na vila do Tortosendo, um membro activo da Liga dos Amigos do Tortosendo desde a sua criação, e a solidificação do projecto comunicacional “Notícias da Covilhã”, jornal que dirigiu por mais de 25 anos.

A Igreja e o sacerdócio nunca foram pretexto para António Mendes Fernandes deixar de dizer aquilo que pensava, conciliando harmoniosamente o que entendia serem as bases do jornalismo, a mensagem cristã, e o serviço desta em relação ao Homem. Autor de vários livros, dos quais se destaca a sua tese de doutoramento, "A Educação em Portugal", que se debruça sobre um assunto ainda hoje delicado, tendo sido publicada em plena ditadura salazarista.

Outra das áreas onde deixa marca é a da educação. Primeiro pela implantação do secundário na cidade da Covilhã, e posteriormente como um dos responsáveis pelo Instituto Universitário da Beira Interior, actual Universidade da Beira Interior. Todos estes contributos em prol da comunicação social, da educação, da cultura, conferiram-lhe um estatuto bastante particular e uma opinião altamente credenciada. Um lutador pela liberdade e pelos direitos dos seus concidadãos. Para além do Tortosendo, o seu desaparecimento é uma notícia triste para toda a região.

 

 

 À família enlutada a RCB, apresenta sentidas condolências

 

 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados