RCB/TuneIn
Quarta, 18 Set 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
35 MILHÕES DE EUROS DE INVESTIMENTO
Rádio Cova da Beira
O director da estância de esqui da Serra da Estrela afirma que a concretização do projecto de construção de três telecabines pode dar um impulso determinante à dinamização dos desportos de montanha no maciço central.
Por Nuno Miguel em 25 de Dec de 2016
O ante projecto já foi apresentado ao ministério do ambiente e, de acordo com Carlos Varandas “é claro que não pretendemos fazer todas ao mesmo tempo mas estando desde já assegurado que a primeira telecabines que vai nascer na Serra da Estrela vai sair do planalto da barragem do Padre Alfredo para chegar até ao planalto superior. Essa solução iria desde logo resolver muitos dos problemas de acesso à Torre e descongestionar o trânsito. Da nossa parte já fizemos o que tinha de ser feito”.

 

Neste momento a “Turistrela” aguarda por autorização do ministério do ambiente para poder avançar com o projecto. Se tudo correr de acordo com as expectativas a primeira estrutura pode começar a funcionar dentro de dois anos “aguardamos impacientemente que a tutela nos dê luz verde para avançar com o projecto e, se for o caso, penso que é exequível que dentro de dois anos estarmos a falar da abertura da primeira telecabines. Isso seria um passo de gigante para a Serra da Estrela e para todos os esquiadores que existem em Portugal e em toda a zona transfronteiriça”.

 

Carlos Varandas sublinha que o valor total do investimento vai rondar os 35 milhões de euros e contempla ainda as ligações entre Lagoa Comprida e a Torre, numa segunda fase, e posteriormente entre Alvoco da Serra e o planalto superior do maciço central “se dentro de dois anos for possível apresentar a primeira telecabines eu acredito que num espaço de seis anos vamos conseguir implementar as outras duas; se tudo correr bem dentro de uma década podemos ter esse desiderato alcançado. Estamos a falar de um investimento global de 35 milhões de euros mas, como já disse, é para ser feito de forma faseada e não tudo em simultâneo”.

 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados