RCB/TuneIn
Sexta, 06 Dez 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
AUMENTAR O CRÉDITO CONCEDIDO E DIMINUIR O VENCIDO
Rádio Cova da Beira
São as duas principais linhas de acção da Caixa de Crédito Agrícola Mútuo da região de Fundão e Sabugal para o próximo ano. As metas e simultaneamente preocupações foram assumidas pelo presidente da direcção, Marques Francisco, na assembleia geral que aprovou por maioria, com uma abstenção, o plano de actividades e orçamento para o próximo ano.
Por Paula Brito em 24 de Dec de 2016

Outras da categoria:

Em 2017 é objectivo da direcção crescer 10%, para os 86 milhões de euros, de crédito concedido

 

“A principal preocupação da Caixa para o próximo ano é o aumento de concessão de crédito. Estamos com rácios muito baixos de transformação, ou seja, estamos com excesso de liquidez e urge transformá-lo em crédito contribuindo para o desenvolvimento da região, que é também um dos principais objectivos desta instituição, mas também para sua própria sobrevivência”, refere o presidente da direcção da instituição.

 

Outra das preocupações da nova direcção da CCAM do Fundão e Sabugal é reduzir o crédito vencido total para os 7% e o líquido para próximo de zero

 

“Os últimos tempos foram de dificuldades e vieram criar impedimentos aos nossos clientes em, alguns deles, satisfazerem os seus compromissos. Penso que as coisas estão finalmente a começar a inverter, nós também procuramos, dentro do que nos é possível, encontrar soluções para os ajudar a ultrapassar estas situações e estamos com forte vontade de também neste aspecto 2107 ser um ano de viragem”, sustenta Marques Francisco.

 

A CCAM do Fundão e Sabugal prevê arrecadar em 2017 3 milhões e 400 mil euros em juros totais e um milhão e 400 mil em comissões, do lado da despesa os custos com pessoal levam a maior fatia, 2 milhões de euros. No final, do apuramento das contas e antes de cobrados os impostos prevê-se um resultado positivo de 900 mil euros para 2017. Um ano em que serão apenas realizadas obras de manutenção nas 13 agências que tem espalhadas pela região não estando previsto nenhum encerramento ou abertura de novo balcão

 

“Encerrámos um balcão na Covilhã e concentrámos o negócio num único espaço, felizmente as coisas correram muito bem, onde foi possível prestar um melhor serviço e os resultados apontam para um crescimento que superam as nossas expectativas”, assegura o presidente da direcção da CCAM da região de Fundão e Sabugal.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados