RCB/TuneIn
segunda, 26 set 2022
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
CPLP: UNIÃO DE EXPORTADORES CRIA DELEGAÇÃO NA COVILHÃ
Rádio Cova da Beira
Está inaugurada a delegação das Beiras e do Alto Alentejo da união de exportadores da comunidade de países de língua Portuguesa. A estrutura está a funcionar nas instalações do parque de ciência e tecnologia da Covilhã e tem como principais objectivos o reforço do potencial exportador da região e simultaneamente contribuir para a atracção de novos investimentos para o território.
Por Nuno Miguel em 26 de Nov de 2016

Outras da categoria:

De acordo com Jorge Patrão, presidente do conselho de administração do “Parkurbis” a abertura desta delegação pode contribuir de forma significativa para o reforço do potencial exportador de toda a região ”actualmente a comunidade intermunicipal em que a Covilhã está inserida consegue exportar mais 97 milhões de euros do que aquilo que importa; se olharmos para este número a uma escala mais micro o município da Covilhã tem empresas que exportam 223 por cento mais do que importam. O que nós pretendemos com esta instalação é permitir a toda a região potenciar este crescimento, seguindo o exemplo que a Covilhã tem dado ao longo de séculos”.

Já o presidente da câmara municipal da Covilhã sublinha que esta delegação pode ser mais uma grande oportunidade para as empresas da região se afirmarem no contexto internacional junto doas países de língua portuguesa. Uma aposta que, sublinha Vítor Pereira, já foi iniciada com a anterior adesão da Covilhã à UCLA “temos aqui mais uma grande oportunidade para as nossas empresas e para as forças vivas da nossa região na linha daquilo que é a nossa estratégia de abrir novas portas para o nosso desenvolvimento; foi já durante o actual mandato que a Covilhã passou a integrar a união de cidades de língua portuguesa e desta feita, através da união de exportadores, estamos a apostar numa vertente mais económica porque esse é um pendor que também queremos acentuar”.

Mário Costa, presidente desta união de exportadores, acredita que a CPLP reúne todas as condições para se afirmar como uma das maiores potências económicas mundiais nas próximas três décadas “na minha opinião a CPLP pode transformar-se numa potência económica mundial nas próximas três décadas; tem tudo aquilo que é necessário como a sua posição geoestratégica nos quatro cantos do mundo, tem 30 por cento da população mundial, tem recursos naturais e tem empresários com conhecimento e tecnologia. É nosso que nós acreditamos mas sabemos que é preciso alguma paciência uma vez que estamos a falar de culturas diferentes para é também por isso que existe esta união de exportadores; para promover o diálogo entre estes empresários”.

A delegação das Beiras e Serra da Estrela vai ser coordenada por Filipe Lourenço que acredita que a criação desta valência pode promover o diálogo a nível internacional, reforçar o potencial exportador e contribuir para uma maior dinamização da economia regional “ a união é um organismo que facilita; que promove o diálogo entre os empresários e as pessoas que tomas decisões uma vez que o estímulo para que haja negócios é muito grande. É preciso dar um impulso para que isso possa acontecer e a nossa união de exportadores quer desempenhar esse papel e assumir-se como um veículo para a concretização de negócios”.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2022 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados