RCB/TuneIn
Domingo, 25 Out 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL�TICA
PENAMACOR: CISÃO DA “ALTV” EM DEBATE
Rádio Cova da Beira
O presidente da câmara de Penamacor mostra-se convicto de que a proposta de cisão do sistema multimunicipal das “Águas de Lisboa e Vale do Tejo” vai ser aprovada na próxima assembleia geral de accionistas.
Por Nuno Miguel em 24 de Nov de 2016

O assunto foi abordado na última reunião pública do executivo e António Beites sublinha que toda a contestação feita pelos municípios do litoral aquando do processo de agregação pode ser um indicador de que está reunido o número de votos necessário para a aprovação desta nova proposta “ela tem que ser aprovada por dois terços; confesso que ainda não analisei bem os números mas o grupo «Águas de Portugal» não tem sozinho esses dois terços. Mas eventualmente com os municípios que vão sair pode ter essa percentagem. Não acredito que tenham apresentado esta proposta sem essa questão estar muitíssimo bem estudada”

A questão foi introduzida por Pedro Folgado, vereador da coligação “Juntos Por Penamacor”, que quis conhecer com maior detalhe as implicações desta proposta de cisão para o município “temos conhecimento de algumas notícias que vieram a público sobre isso mas gostaríamos de conhecer as implicações que isso pode ter para Penamacor, principalmente no que diz respeito à qualidade do serviço que é prestado e também sobre o valor tarifário que o município actualmente paga ao sistema”. 

Na resposta, António Beites sublinha que as garantias transmitidas até agora apontam para uma manutenção dos valor dos tarifários ao longo dos próximos cinco anos. Depois disso o futuro é uma incógnita. De qualquer forma o autarca não esconde alguma preocupação com a diminuição de escala resultante da saída de 30 municípios “dos cerca de três milhões de habitantes que actualmente são servidos por este sistema em saneamento estamos a falar de uma saída de dois milhões e 400 mil; obviamente que a pergunta que colocámos foi saber como é que isto fica depois dos cinco anos do período de convergência. O nosso desconforto reside no facto de existir uma grande incerteza sobre o que pode acontecer depois disso”.

A proposta de cisão do sistema multimunicipal das “Águas de Lisboa e Vale do Tejo” está marcada para o próximo dia 12 de Dezembro.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados