RCB/TuneIn
Segunda, 13 Jul 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
FUTSAL: ADF(JUNIORES) VAI TER UM JOGO À PORTA FECHADA
Rádio Cova da Beira
Foi esta 6ª feira conhecido o acórdão do conselho de disciplina(secção não profissional) da FPF, relativo ao processo disciplinar instaurado no passado dia 17 de junho de 2016(época 2015-16), pelos factos ocorridos por ocasião do jogo AD Fundão-CA Sangemil, de 12 de junho, a contar para a Taça Nacional de Juniores "A" de Futsal-2ª Fase-Zona Norte - Série A. Os dois clubes foram castigados.
Por Miguel Malaca em 18 de Nov de 2016

Votado por unanimidade e tendo como relator Álvaro Batista(curiosamente, elemento representante da AF Castelo Branco), aquele orgão da FPF decidiu que " presume-se a veracidade dos factos constantes das declarações e relatórios das equipas de arbitragem e dos delegados da FPF, feitos no exercício de funções, e que os clubes são disciplinarmente responsáveis pelas agressões entre adeptos dentro do recinto desportivo no final de um desafio". Diz o conselho de disciplina.

Factos provados:

"Na partida da Taça Nacional de Juniores "A" Futsal - 2ª Fase, zona norte, entre a Associação Desportiva do Fundão e o Clube Académico Sangemil, realizado dia 12 de junho de 2016 no Fundão, no final do jogo, ocorreu uma invasão de campo por adeptos de ambos os clubes, cujos referidos adeptos após a invasão de campo envolveram-se, em agressões físicas mútuas e agrediram ainda os jogadores presentes no recinto desportivo. Devido à desordem verificada não foi possível identificar nenhum dos intervenientes que invadiram o terreno de jogo e praticou as agressões físicas." Pode ler-se.

No acórdão acrescenta-se também, que relativamente aos factos não provados refere que...

" os atletas do Clube Académico Sangemil foram ameaçados e provocados pelos adeptos locais, que um director do clube visitado circulou dentro do recinto após o termo do desafio "de cinto em riste" numa atitude de desafio e ameaça para os dirigentes e adeptos do clube visitante, e ainda que após o desafio ocorreram confrontos entre atletas não referidos no relatório da arbitragem." Conclui o conselho de disciplina da FPF.

Por tudo isto os conselheiros decidiram julgar a acusação procedente e provada, daí que, foi aplicado à AD Fundão e CA Sangemil, "uma pena de realização de um jogo à porta fechada, acrescido de uma multa no valor de 102,00 €".

A Federação Portuguesa de Futebol, dará entretanto a conhecer em breve as datas para que as colectividades cumpram o castigo.  

 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados