RCB/TuneIn
Segunda, 23 Abr 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
SILVARES SEM MÉDICO
Rádio Cova da Beira
A extensão de saúde de Silvares está sem médico desde a passada semana, devido à saída da médica que ali estava destacada. As consultas já marcadas estão a ser canceladas e não estão a ser marcadas novas consultas. A situação levou a bancada do PS na assembleia de freguesia de Silvares a emitir um comunicado apelando às entidades competentes a regularização da situação.
Por Paula Brito em 31 de Oct de 2016
 

“Apelando às entidades para resolverem o mais rápido possível a situação do médico de família em concreto, e apelando também a que os serviços de enfermagem e administrativos sejam reforçados, depois estamos a pensar contactar o presidente da assembleia de freguesia para a marcação de uma assembleia de freguesia extraordinária”.

Joana Bento, líder da bancada socialista na assembleia de freguesia de Silvares, recorda que na última assembleia foi aprovada uma moção, apresentada pelo PSD, manifestando preocupação no reforço dos cuidados de saúde em Silvares. Uma moção que por iniciativa do Partido Socialista, viu retirado o ponto onde se considerava a possibilidade dos cuidados de enfermagem poderem ser assumidos pelo centro comunitário das lameiras. Na altura o PS diz que este ponto podia ser o princípio da privatização do serviço, uma ideia que continua a preocupar o PS agora com a saída do médico “parece-me uma tentativa de privatizar os cuidados médicos, esse assunto foi discutida na última assembleia, e nós somos contra, o que devemos lutar é por manter e aumentar os recursos para a população, aliás Silvares devia deixar de ter uma extensão para ter um centro de saúde”.

Contactada pela RCB, Carina Batista, presidente da junta de freguesia de Silvares rejeita a ideia de privatização da saúde em Silvares recordando que a proposta apresentada pelo PSD era no sentido de melhorar as condições de acesso aos cuidados de enfermagem à população de Silvares “o objectivo dessa proposta era que os silvarenses tivessem acesso aos cuidados de enfermagem todos os dias, porque como é sabido na extensão de saúde os serviços de enfermagem funcionam às terças, quartas e sextas e nos outros dias quem necessita tem que se deslocar à consulta aberta quando o centro comunitário tem ao seu dispor dois enfermeiros, era esse o objectivo da proposta e nunca privatizar, isso é impensável”.

Quanto à saída do médico, a autarca teve conhecimento na passada sexta-feira da situação e agiu de imediato “a informação que nós temos é que também o centro de saúde foi avisado da rescisão de contrato na sexta-feira de manhã e estão a tentar substituir a Dra. Vânia, nós ainda na sexta-feira fizemos chegar ao centro de saúde o nosso descontentamento, assim como o pedido de uma reunião com carácter de urgência para saber quais são as soluções porque Silvares não pode estar sem médico de família atribuído”.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados