RCB/TuneIn
Segunda, 23 Abr 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
COVILHÃ: APRESENTADOS VENCEDORES DO ORÇAMENTO PARTICIPATIVO
Rádio Cova da Beira
São nove os projectos vencedores da edição deste ano do orçamento participativo da Covilhã. A dotação financeira é de 50 mil euros. Dois dos projectos que vão ser apoiados estão inseridos na categoria entre os 25 mil e os 50 mil euros; a requalificação do complexo desportivo da Reboleirada, no Paul, que teve como promotor Carlos Ramos e a requalificação do ringue da Erada, cujo projecto foi apresentado pela filarmónica daquela freguesia.
Por Nuno Miguel em 31 de Oct de 2016

Os restantes sete projectos mais votados estão inseridos na categoria até 25 mil euros; a construção de um parque infantil no jardim público da Covilhã por proposta de Marina Almeida. A dinamização do espaço exterior do bairro do Cabeço, no Tortosendo, apresentado por Rosa Carreira. A ideia de construção de um court de ténis no Paul apresentada por Luís Mendes. A associação “Instinto” pretende desenvolver um projecto de esterilização de animais errantes e David Silva viu eleita a construção de um monumento ao tortosendense.

Já a associação de basquetebol de Castelo Branco viu distinguido o projecto para a dinamização de dois campos de basquetebol ao ar livre; um no Jardim do Lago e outro no Parque da Goldra. João Gustavo Santos, presidente da organização, acredita que esta iniciativa pode contribuir para reforçar a disseminação da modalidade “este projecto é um sonho que já temos há muitos anos uma vez que não existia na cidade nenhum espaço ao ar livre para a prática do basquetebol. Muitas vezes tínhamos que nos socorrer das tabelas que existiam em alguns espaços escolares e por isso temos uma grande esperança nesta ideia, uma vez que em muitas cidades do país e até do mundo já existem tabelas espalhadas em vários espaços e eu acredito que isto pode contribuir para captar mais a atenção das pessoas para a prática da modalidade”.

O último projecto vencedor foi a requalificação da praia fluvial do Ourondo. Uma ideia já apresentada por João Gomes na edição do ano passado mas que recolheu agora o número de votos suficientes para ser implementada. Uma situação que deixou o seu promotor muito satisfeito “felizmente este ano fomos um dos projectos vencedores e isso deixa-me muito satisfeito porque é a prova que nunca devemos baixar os braços mesmo quando as coisas não correm bem à primeira. A praia fluvial do Ourondo é, na minha opinião, o pulmão da aldeia e eu acredito que a requalificação deste espaço pode contribuir para trazer mais visitantes ao Ourondo e também dar uma nova oferta à nossa população, sobretudo à que regressa à aldeia durante o verão e que tem que se deslocar para outros sítios para se poder divertir e conviver uma vez que o espaço não tem actualmente condições para isso”.

Já o presidente da câmara da Covilhã mostra-se muito satisfeito com o número de projectos que foi apresentado. Vítor Pereira garante a continuidade da iniciativa em 2017 embora com uma dotação orçamental mais reduzida “essa redução fica a dever-se à necessidade de canalizar verbas para as obras do plano estratégico de desenvolvimento urbano e também do pacto para o desenvolvimento territorial que foi assinado pela CIM; de qualquer maneira é nossa intenção nos anos subsequentes voltar a reforçar essa verba no pressuposto de que vamos voltar a merecer a confiança dos covilhanenses no sentido de mobilizar os cidadãos para este processo de eleição directa dos projectos que entendem ser os melhores para a sua comunidade”.

Depois da apresentação dos vencedores deste ano, o presidente da câmara da Covilhã deslocou-se à sede da Liga dos Amigos dos Penedos Altos onde assinou o protocolo para a implementação do projecto “Lapa cuida e informa”, um dos vencedores da edição do ano passado do orçamento participativo. Uma ideia que está a ser desenvolvida há 10 meses e onde é feito o acompanhamento de idosos ao nível dos cuidados de higiene e saúde. Perto de 400 pessoas já foram abrangidas e Luís Santos, presidente da direcção da liga, faz um balanço muito positivo das actividades desenvolvidas “temos detectado algumas situações mais complicadas, nomeadamente em aldeias mais isoladas e onde as pessoas sentem mais dificuldades em ter acesso ao médico. Nesse sentido temos efectuado vários rastreios que permitem um encaminhamento mais rápido dessas situações e as pessoas acabam por sentir que este é um projecto que tem resultado”.

Do programa fazia ainda parte a assinatura dos protocolos para a construção de uma cozinha comunitária no Canhoso, para a conclusão das obras da sede do rancho da Boidobra e para a construção de um parque infantil no Paul. No entanto as iniciativas acabaram por ser canceladas devido a uma indisposição que afectou o presidente da câmara da Covilhã.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados